Notícia

Revista AN NSC

Brasil na linha de frente da pesquisa

Publicado em 07 março 2020

Mulher, negra, nordestina. assumidamente de esquerda. Daquelas que tem gele não no perfil do Instagram. Seguida por 174 mil pessoas e fonte de inspiração para jovens estudantes. Assim é a soteropolitana Jaqueline Goes de Jesus, 30 anos, a cientista Jaque Goes, coordenadora da equipe que fez o sequenciamento do genoma do coronavírus.

Balbúrdia nunca foi o foco da ex-aluna de Biomedicina da Escola Bahia na de Medicina e Saúde Pública. Quando muito, uma paradinha para ver os jogos do time do coração, o Vitória, da Bahia. Pelo contrário, Jaque Goes sempre gostou de estudar e logo partiu para o mestrado em Biotecnologia na Fundação Oswaldo Cruz. 30|. COM. BR Nada de malemolência, moleza, malandragem. Fez doutorado da Universidade Federal da Bahia. Em seguida correu para a Faculdade de Medicina da USP em busca do pós-doutorado.

Na última semana, o trabalho da cientista recebeu aplausos na Assembleia Legislativa da Bahia. O documento escrito pelo deputado Isidório Filho (Avante) destaca a alta performance de Jaqueline, que com o trabalho evidencia que “ o que falta à ciência brasileira é investimento, pois talento e capacidade sobram ”. Desde o anúncio do sequenciamento, Jaqueline e equipe não sossegam. Além de continuar trabalhando no genoma do coronavírus, precisam atender a imprensa.

Agradecida pelo interesse, a bolsista da agência de fomento da Fapesp e também professora-adjunta de Bioquímica da Escola Bahia na, demonstra a naturalidade de sempre. Escreveu no Instagram sobre a grande repercussão da descoberta:

- Acostumada apenas com a repercussão dentro o meio científico, ainda estou tentando aterrissar nesse meio milhão de mensagens de parabéns e agradecimentos.

Foi generosa com os colegas de laboratório: “ Não estou sozinha nesta jornada. Tudo é fruto do trabalho incansável de uma equipe extremamente dedicada da qual faço parte ”, escreveu, citando nominalmente os pesquisadores. Entre esses, a supervisora Ester Cerdeira Sabino, pesquisadora e professora do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (), com quem Jaqueline fez questão de estar na foto enviada à reportagem da NSC.

Aos 30 anos, a cientista Jaqueline Goes de Jesus coordenou a equipe que fez o sequenciamento do genoma do coronavírus. Confira mais sobre a especialista a seguir:

Como você se sente enquanto brasileira, mulher jovem e negra fazendo parte da equipe que chegou a um enorme avanço para a saúde pública mundial?

Como brasileira, negra e ainda jovem me sinto privilegiada, pois esse é um espaço ainda muito restrito e bastante difícil de se alcançar.

Precisou de muita luta?

A gente precisa se dedicar muito e fazer muitos sacrifícios pessoais para conseguir alcançar um nível mais elevado dentro da academia. Por isso, a palavra que neste momento expressa o meu sentimento é privilégio por ter consigo estudar, de me instrumentalizar e isso, também, por ter recebido incentivo dos meus pais.

O que levou você para o campo da pesquisa?

A minha relação com a pesquisa é algo natural. No terceiro semestre da graduação fiquei sabendo sobre um projeto de iniciação científica. Fiz a seleção, fui aprovada e comecei um projeto com o coordenador do curso. Fui adquirindo conhecimento e em pouco tempo fui convidada por uma professora para migrar para a Fundação Oswaldo Cruz, uma instituição renomada no Brasil. Inicialmente trabalhei num projeto de HIV, e fui migrando para outros.

Você é uma pesquisadora negra e talvez tenha enfrentado dificuldade para chegar até aqui.

Sou pesquisadora negra, e como pesquisadora negra no Brasil enfrento dificuldades em todos os âmbitos da vida. Não é em um local específico ou com um grupo específico: a gente sofre preconceito todos os dias, pois existe o preconceito velado por conta desses séculos vividos onde a pessoa de pele preta nunca foi valorizada e sim inferiorizada. Com o passar do tempo isso foi vinculado a pessoas de baixa intelectualidade, de baixo poder aquisitivo, da marginalização na sociedade.

Mas você enfrentou isso também?

Dizer que como pesquisadora negra não encontrei dificuldades é hipocrisia. A diferença é que dentro da academia as coisas nunca foram muito explícitas: há racismo velado e alguns comentários que as pessoas fazem em “ tom de brincadeira ”, mas que a gente sabe que tem tom racista. Diria que sofri e sofro, mas considero ser mais por falta de interesse em discutir e problematizar a situação racial do país. Nunca me disseram você é negra, você é menos inteligente. Mas a gente sente nas entrelinhas. Talvez sinto mais por ser muita ligada às lutas que envolvem questões raciais da população preta do Brasil. Não gosto de usar o termo negro por estar relacionado a um ser sem luz. Sou uma mulher de pele preta.

Foi muito difícil chegar ao pós-doutorado na Faculdade de Medicina da USP, um lugar bastante cobiçado por muitos pesquisadores muitas vezes oriundo das melhores escolas do pais?

É muito difícil seguir na ciência. A ciência brasileira não tem incentivo. Passei minha vida na academia brasileira e seis meses de estágio na Inglaterra. Foi lá o tempo em que mais produzi e pude demonstrar a capacidade que nós brasileiros temos, pois existiam recursos.

Então, no Brasil é falta de recurso?

Sim, o que falta no Brasil é recurso, mas também valorização profissional. O fato da profissão de cientista não ser regulamentada no Brasil dificulta muito o nosso trabalho. Não temos visibilidade. Por isso estamos aproveitando esse momento para divulgar o máximo, fazer com que a população saiba o que a gente faz, que se interesse sobre o que nós fazemos. Nós precisamos chamar a atenção dos nossos políticos para que a profissão seja regulamentada.

Do ponto de vista de investimento em ciência, que lição o Brasil precisa tirar deste feito que levou ao isolamento do genoma do corona virus deixando outros países para trás?

O Brasil está vendo agora que a ciência brasileira com investimento consegue dar respostas em nível internacional de pioneirismo. Talvez com esse feito a gente possa despontar em relação a outros países que estão tendo não só casos isolados, mas também epidemias. A gente mostrou para o mundo que é possível sim fazer uma ciência de qualidade.

COMO O TRABALHO?

PASSO A PASSO

O sequenciamento do genoma do coronavírus deu maior visibilidade para o trabalho de Jaqueline Goes de Jesus, coordenadora da equipe, e colegas. Isso ocorreu a partir da Quarta-Feira de Cinzas, 26 de fevereiro, quando o Brasil teve a confirmação de que o coronavírus tinha entrado no país através de um paciente vindo da região da Lombardia, ao Norte da Itália, e atendido no Hospital Albert Einstein. Seguindo o protocolo do Ministério da Saúde, amostras do homem de 61 anos foram enviadas ao Instituto Adolfo Lutz.

EM 48 HORAS

Naquele mesmo dia, cinco pesquisadores do Adolfo Lutz e do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo () começaram a trabalhar para preparar equipamentos e laboratório com o objetivo de sequenciar o genoma do vírus coletado. Os pesquisadores fazem parte do projeto Cadde, apoiado pela Fapesp e pelo Medical Research Centers, do Reino Unido, que desenvolve técnicas para monitorar epidemias em tempo real. Um grande feito. Em média, Os países conseguiam fazer o sequenciamento em 5 dias. Os cientistas brasileiros levaram 48 horas.

SEQUENCIADOR

Em linhas gerais, há a extração do RNA do vírus; a transformação no chamado DNA complementar; depois a replicação exponencial de cópias deste DNA, através da chamada reação em cadeia da polimerase. Isso tudo acontece a nível molecular dentro de um líquido transparente. Em seguida, vem a fase da leitura do material genético. Nela, é usado um equipamento pequeno e com aparência de pen-drive, chamado de sequenciador.

CONHECIMENTO PÚBLICO

No processo, os brasileiros contaram com a colaboração remota de pesquisadores das universidades de Birmingham, Edinburgh e Oxford, no Reino Unido. leitura do material foi finalizada na manhã de sextafeira, dia 28 de fevereiro, e logo publicada no Viro logical. org, um fórum mundial de discussão para virologistas, epidemiologistas e especialistas em saúde pública. No passado, os cientistas gostavam de quardar esse tipo de dado até publicá-los em alguma revista científica. Mas hoje, o consenso é de que, durante uma epidemia, você não deve guardar as sequências, e sim torná-las públicas imediatamente, explicou à agência Fapesp a cientista Ester Cerdeira Sabino, pesquisadora e professora do

PARA QUE SERVE TUDO ISSO?

Ao ser identificado em vários lugares onde aparece serve para mostrar a dispersão, detectar mutações que possam alterar a evolução da doença. Isso pode ajudar no desenvolvimento de vacinas e tratamentos. Além disso, ajuda na tomada de decisões. Caso apareça outro caso em São Paulo, com a mesma sequência, pode-se responder mais rapidamente se o virus já está circulando a nível local independente de viagens ao exterior (os chamados casos autóctones).

MAIS VANTAGENS

Identificar as características genéticas de um vírus como esse, além de comparar a cepa coletada no Brasil com as de outros países do mundo, é como juntar pistas cronológicas e geográficas no caminho de transmissão do agente causador da doença. Também é uma forma de registrar mutações, pontos fracos e fortes do vírus, diz a professora Ester Cerdeira Sabino.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Yahoo! Estadão.com Folha.com Correio Braziliense online Portal R7 Folha.com Folha de S. Paulo Correio Braziliense Estadão.com G1 BOL UOL IstoÉ Dinheiro online Agência Brasil IstoÉ online UOL BOL IstoÉ Dinheiro online Portal Exame Yahoo! Blog H News Galileu online Claudia online Ufw Primeira Hora Central das Notícias Blog Beréia Urbana Vix Voz da Bahia Central das Notícias Jornais Virtuais Terra Press From Brasil Central das Notícias Contexto Exato MSN Ufw IE - Instituto de Engenharia CRBM-5 - Conselho Regional de Biomedicina - 5ª Região Portal dos 3 DCM - Diário do Centro do Mundo Catraca Livre Blog de Isabella Barros Martins Fundacred NSC Total Zero Hora online Justiça de Saia Mega Curioso Mundo Negro Jornal Floripa ODTUR - Turismo e Políticas Públicas Jornal da Ciência online Jornal Tijucas Contexto Exato A Voz da Serra Jornal Correio do Povo de Alagoas ON Jornal Blog de Luciano Siqueira MJD BR – Movimento Juvenil Dominicano do Brasil NSC Total Portal do Holanda Jornal Floripa Mix Vale Zero Hora online Revista Seleções online Central das Notícias DL News Jornal Correio do Povo de Alagoas Café com Notícias 24 Brasil Cidade Verde A Gazeta (ES) online Contexto Exato Correio do Povo (Porto Alegre, RS) online O Imparcial (São Luís, MA) online Central das Notícias Guajara Hoje Central das Notícias Blog Proprietário Direto Plurale online Press From Brasil MSN Fique informado Mais Goiás Central das Notícias Portal Aqui em Goiás Rede Brasil Atual TV Globo R7 Lifestyle Ciência e Cultura online MSN (Colômbia) Replicário Canal Itacoatiara Central das Notícias Correio Popular (Campinas, SP) online Jornal de Piracicaba Portal Agora no RS Dinheiro Rural online Z1 Portal de Notícias Diário Piauí Protec - Pró-Inovação Tecnológica Leia Já Jornal do Brasil online O Bom da Notícia O Povo online Carta Capital online Central das Notícias Jornal Correio (Salvador, BA) online FA Notícias IG Jornal Integração Jornal Página do Estado O Documento online Jornal Local (Campinas, SP) online Madeirão Cenário MT NE10 Diário de Pernambuco online Folha do Norte do MS Painel Notícias Surgiu Jornal Comunidade Nitro News Brasil Nota Diária Novo Cantu Notícias Poliarquia Portal de Notícias Portal Lapada Lapada Portal TopGyn Camaçari Fatos e Fotos TNH1 JC Notícias (São Paulo, SP) A Semana (Curitibanos, SC) online Diário da Amazônia RedeTV (Porto Velho, RO) RolNews Portal GMC Online Informe Baiano Época Negócios online Conesul News Toda Hora A Semana News Bahia Recôncavo Jornal União online Blog Ultimas Noticias Minha Capital Click Guarulhos Money Times O Bom da Notícia Foco Cidade Faxaju Expresso MT Rosenwal Ferreira O Londrinense A Província do Pará Tudo Rondônia Sindireceita - Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil Jornal Extra de Alagoas online Idest Jornal de Piracicaba Portal Lapada Lapada Repórter Hoje Poliarquia Novo Cantu Notícias FA Notícias O Documento online O Verídico A Tarde (BA) online Dinheiro Rural online O Estado RJ online Diga Bahia Central das Notícias Cidade Biz Notibras Head Topics (Brasil) O Rondoniense O Vale online Jornal Dia Dia Diário MS online Edgar Lisboa Correio Capixaba online Primeira Hora Espaço Livre Notícias Gazeta Minas a informação direta Portal Aqui em Goiás No Mercado ES Capixaba Viver Toledo Time 24 News (EUA) SindServ Barueri MT de Fato Sol de Rondonia Portal F11 Santiago Live Repórter News Via Alagoas Radar Amazônico Blog do José Duarte Lima Dom Total Gazeta do Dia (Glória de Dourados, MS) Portal de Finanças Mundo Positivo Tecmundo Poá com Acento O Serrano online Metropolitano Agora Correio de Notícias (PR) Blog da Biblioteca da Escola de Engenharia e do Instituto de Computação Folha Extra 24 Brasil Instituto Humanitas Unisinos ACIG - Associação Comercial e Industrial de Garça Rede de Experiências Repórter 1 Rádio Led FM SINPRAFARMA/SP - Sindicato dos Práticos de Farmácia e dos Empregados no Comércio de Drogas, Medicamentos e Produtos Farmacêuticos de São Paulo CN10 JN Hoje Brasilian Press (EUA) online Jornal de Santa Catarina (SC) SERJUSMIG - Sindicato dos Servidores da Justiça de Primeira Instância de Minas Gerais Pantanal Agora Es 1 Amazônia Brasil Rádio Web Bocaina Informa Acesse Notícias Canal Itacoatiara Agência Patrícia Galvão SINASEFE IFSul - Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - Seção Sindical IFSul A Folha (PR) Correio Nogueirense Atual MT Bahia Diário TV Mais Badalo CTB - Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil Politica Global Portal GRNews Roraima em Tempo online Jornal Página do Estado Cidade Livre Momento MT Thunder Cheats Midia News Campo Grande Gazeta de Rio Preto online Portal AZ Mega Curioso MSN (Canadá) Jornal Nossa Voz Pelo Mundo DF Muvuca Popular Polêmica Paraíba Tecmundo Instituto Humanitas Unisinos Jornal Roraima Hoje Rádio Agência Nacional (EBC) Portal RG AlagoasNT Enxada Neles Sindiute - Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará Blog Opará Jornal O candeeiro online Es 1 Escola de Lucifer Sem Limites News Minas & Gerais Leste Online Is Life Corp Jornal A Folha do Sudoeste online Web Rádio Mandaguaçu CONDSEF - Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Federal Web Rádio PQP - Pra Quem Pode Ouvir Sem Limites! Rondônia In Foco Repórter News Conexão Amazônia NE10 Dom Total Nh Tv Amazônia Press