Notícia

Gazeta do Povo

Brasil entra em projeto mundial

Publicado em 20 julho 2000

São Paulo (AFP) - A COMUNI- DADE CIENTÍFICA brasileira celebrou ontem seu ingresso oficial no projeto mundial que visa a captar e compreender as fontes de energia do universo. A participação do Brasil nesse projeto foi anunciada à época de seu lançamento, em 1995, e sua, participação oficial foi confirmada ontem, com um aporte de US$ 1 milhão da Fundação de Amparo à Pesquisa do governo de São Paulo (Fapesp), e mais' US$ 330 mil do governo brasileiro. Com pesquisadores de 19 países, o objetivo do projeto Pierre Auger (nome do primeiro cientista francês que observou o fenômeno, em. 1938) é captar a natureza e a origem da radiação cósmica, que contém a mais alta Estudo visa a concentração de energia conhecida no universo. A energia da radiação cósmica é cem milhões de vezes maior do que a radiação gerada pelo maior e mais potente acelerador de partículas existente no mundo, que utiliza a energia mais avançada conhecida pelo homem", explicou o coordenador do projeto no Brasil, Carlos Escobar. No entanto, os cientistas não sabem nada sobre essa energia, nem sobre sua origem, nem como se propaga. O primeiro observatório começa a funcionar em 2003, na província de Mendoza, na Argentina, para cobrir todo o hemisfério sul, e o segundo, mais tarde, nos Estados Unidos. O objetivo brasileiro, explicou Escobar, é que o país aporte um total de US$ 3,5 milhões.