Notícia

MCTIC - Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações

Brasil e Alemanha debatem tecnologia da informação e seus efeitos

Publicado em 25 setembro 2015

O Centro Alemão de Ciência e Inovação – São Paulo (DWIH-SP) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) promovem, terça (29) e quarta-feira (30), o 4º Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação. Com o tema ‘O futuro da tecnologia da informação e nosso futuro, o evento será realizado no auditório da FAPESP, em São Paulo, e já tem inscrições abertas.

Entre os participantes estão Dirk Brengelmann, embaixador da Alemanha no Brasil e ex-encarregado do Ministério das Relações Externas para Política Cibernética; o professor Reiner Anderl, da Technische Universität Darmstadt; e o professor Arnold Picot, da universidade LMU München. Como representantes do Brasil, estarão o professor Virgílio Almeida, secretário nacional para Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI); o professor José Paulo Molin, da USP/Esalq; e Fernando Martins, presidente da Intel do Brasil.

O 4º Diálogo Brasil-Alemanha vai abordar as recentes inovações na área da tecnologia da informação (TI) que vêm sendo implantadas na produção industrial e agrícola, bem como seus reflexos na organização empresarial, no mercado de trabalho e na vida cotidiana. Também será proposta reflexão sobre as transformações tecnológicas e sociais geradas pela rápida evolução da TI, visando assegurar um espaço cibernético seguro para as pessoas, as empresas e os estados.

"Vamos mostrar o que há de novas tecnologias, quais serão as futuras, como elas mudam nossas vidas. Não se pode impedir o avanço tecnológico, afinal criar, inovar é o trabalho dos cientistas da área, enquanto outros se dedicam a analisar seus efeitos na ordem social e propor ajustes, por exemplo, na área jurídica. Brasil e Alemanha pesquisam muito sobre esses temas. Queremos incentivar que o façam juntos com maior intensidade", declara Marcio Weichert, coordenador do DWIH-SP.

"Para a FAPESP, é muito importante passar a ser um dos promotores dessa importante série de eventos que aproxima pesquisadores paulistas e alemães. Já temos sete acordos vigentes de cooperação com agências de financiamento e universidades alemãs, e ainda há muito mais a se fazer nessa relação. Este Diálogo é uma excelente oportunidade para tanto", diz José Goldemberg, presidente da FAPESP.

O 4º Diálogo Brasil-Alemanha conta com o apoio da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), da Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha (VDI Brasil), da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK Brasil), do Ministério das Relações Externas da Alemanha (AA) e do Consulado Geral da Alemanha em São Paulo

As inscrições são gratuitas e devem ser efetuadas pelo site da FAPESP. O evento é voltado a pesquisadores, professores, estudantes – sobretudo de pós-graduação -, e gestores de instituições de ensino e pesquisa, além de profissionais de inovação e representantes de empresas.