Notícia

Diário da Manhã (GO) online

Brasil do futuro

Publicado em 08 novembro 2014

Por Jéssica Fernandes

Desde os primórdios da humanidade, o ser humano vive incessantemente em busca do conhecimento. O período Paleolítico conhecido também como a Idade da Pedra Lascada foi o primeiro marco na qual o homem usou ferramentas de pedra para sobrevivência. A mais alta tecnologia até então, com armamentos feitos de ossos de animais, madeira e pedra lascada eram os principais avanços da época, cerca de três milhões de anos atrás.

A invenção da roda, da bússola, do sistema de esgoto, do relógio, do telefone, da comunicação sem fio e da internet são alguns importantes exemplos desse interesse do ser humano que levaram o homem a evolução e continuação dessa busca. E as pessoas com destaques aparecem naturalmente como forma de evoluir e revolucionar o mundo inteiro, o próximo ou a sociedade em que se vive.

Ciência

Um dos mais importantes ícones da ciência foi o médico e sanitarista Oswaldo Gonçalves Cruz e o pesquisador Carlos Ribeiro Justiniano Chagas. Oswaldo Cruz fundou a Medicina Experimental no Brasil, além dos feitos ao combate de peste bubônica e formulação de vacinas contra febre amarela e varíola. Entrou na Faculdade de Medicina por volta dos 15 anos de idade e dirigiu o Instituto Soroterápico, atual Fundação Oswaldo Cruz.

Em 1905, Carlos Ribeiro Justiniano Chagas foi contratado por Oswaldo Cruz com a missão de controlar uma epidemia de malária que assolava o município de Itatinga, no Estado de São Paulo. Médico, pesquisador e sanitarista, Carlos avançou nas práticas e prevenção de doenças como a malária e a gripe espanhola. Ao trabalhar em Minas Gerais descobriu uma doença causada por um protozoário que denominou de Trypanosoma Cruzi, em homenagem ao Oswaldo Cruz.

Hoje conhecida como doença de Chagas, o pesquisador conseguiu descrever todo o ciclo da doença na qual identificou o vetor, o agente casual, o reservatório doméstico, a doença nos seres humanos e suas complicações. No ano de 1921, Oswaldo Cruz viajou para os Estados Unidos onde recebeu o título de Doutor Honoris Causa da Universidade de Harvard. Foi o primeiro brasileiro a obter a condecoração. Chagas conquistou ainda os títulos de membro honorário da Société de Pathologie Exotique da França, da Royal Society of Tropical Medicine da Inglaterra e das Academias de Medicina de Paris, Bruxelas, Roma e Nova York. Carlos Chagas foi muito importante para a parasitologia, para a saúde pública no Brasil e no mundo.

Tecnologia

Conhecido por desafiar as alturas, Santos Dumont projetou e voou os primeiros balões dirigíveis com motor e gasolina. Conquistou o Prêmio Deutsch em 1901, quando contornou a Torre Eiffel em um dirigível chamado nº 6. Teve fama mundial. Dumont também foi o primeiro a decolar a bordo de um avião que utilizava um motor a gasolina. Os voos foram homologados pelo Aeroclube da França.

Em 1906, Santos Dumont construiu um avião híbrido chamado 14-bis. Foi testado entre os dias 19 e 23 de julho, e foi considerado o primeiro objeto mais pesado que o ar, a projetar-se do solo por impulsos próprios, superando a gravidade terrestre, o atrito do ar e as leis básicas da física. Nós, brasileiros, consideramos Santos Dumont como o inventor do primeiro avião, mas na maior parte do mundo o crédito é dado aos irmãos Wright. A França considera Clément Ader.

A evolução da Ciência e Tecnologia hoje

Nos dias de hoje podemos considerar que não há nada mais a ser inventado. Mas nos enganamos. A relevância do que se cria hoje é de impacto social, ambiental e sócio econômico. Um exemplo é do professor de Química da Universidade Federal de Goiás Wendell Coutro. O pesquisador, de 34 anos, propôs técnicas de baixíssimo custo para análises clínicas de amostras biológicas, como sangue e urina. As técnicas são divididas em duas plataformas: uma para o diagnóstico da dengue e outro para exames de glicose, ácido úrico, albumina e nitrito.

Para o diagnóstico da dengue, a análise é feita por uma transparência plástica onde são desenhados pequenos círculo com tinta de impressora. Nas áreas transparentes no centro do círculo ao colocados antígenos para dengue e a amostra de sangue para obter o diagnóstico. "É muito rápido e exige pouco material", diz Coltro em entrevista a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

A segunda plataforma é caracterizada por uma folha de papel coberta por parafina e um carimbo metálico pequeno, na qual imprime na parafina os microcaminhos onde o material que será analisado vai passar. Nas extremidades da folha são colocados os reagentes necessários para cada tipo de diagnóstico.

De acordo com a Federação Espanhola de Doenças Raras, existem cerca de 7.000 doenças raras com baixa incidência na população e cerca de 80% delas são de origem genética. Pensando nisso, o médico David Schlesinger criou o laboratório Mendelics, para diagnosticar doenças raras com a análise de genomas e mutações genéticas com a proposta de sequenciar todos os genes.

O trabalho converge várias áreas científicas como biologia molecular, medicina clínica e bioinformática. O diagnóstico é feito com o auxílio de um software chamado Abracadabra, que interpreta as variantes genéticas e informações com dados clínicos. A inclusão de um software muda o potencial do campo da medicina e faz com que se torne inovadora para o progresso científico da mesma. O laboratório já atendeu mais de mil pacientes e já foram conhecidas mais de cinco mil doenças genéticas.

Os aplicativos, por exemplo, estão na moda no mundo tecnológico que vivemos. Conectar o mundo real com as plataformas digitais é a proposta do engenheiro eletrônico Martin Restrepo, de 32 anos, que uniu a aprendizagem com as tecnologias móveis. Fundou a empresa Editacuja, que produz conteúdos, aplicativos e soluções digitais para tablets e dispositivos móveis. O colombiano é erradicado em São Paulo e propõe consulta de informações sobre o espaço ao redor onde é visitado, além de espaço para aulas virtuais. Em um parque, por exemplo, a pessoa pode consultar as espécies de plantas existentes ali com a ajuda de GPS ou outras técnicas de mapeamento. A empresa também oferece espaço para os jovens se aperfeiçoarem em programação, design, gestão de conteúdo e gerenciamento de negócios digitais.

Como forma de facilitar o estudo, Eduardo Bontempo criou uma plataforma de ensino, o Geekie Lab, para identificar os pontos fortes e fracos do aluno e com isso propõe um plano de estudo adaptado. O Geekie Teste é um exemplo da ferramenta da plataforma que avalia o ensino de línguas dos estudantes do nível fundamental e médio, além no auxílio para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como uma forma de ensino integrado e personalizado para o aluno.

Além das redes sociais mais conhecidas como Twitter, Facebook e Instagram, Lorrana Scarpioni criou a rede Bliive para troca de conhecimento, talento e habilidade. Uma pessoa pode oferecer uma hora de inglês em troca de uma hora de francês, ou seja, trocas profissionais. Pode ser implantada em empresas para trocas de experiências profissionais e também para estabelecimentos para troca de recomendações de um lugar bom para frequentar, com serviços e preços acessíveis.

A evolução nas áreas do conhecimento, seja ela qual for, proporciona transformações, além de encurtar distâncias. O que se vê e o que se percebe é o conceito do filósofo canadense Marshall MacLuhan quando propôs o conceito de Aldeia Global no livro A Galáxia de Gutenberg. De certa forma, todos os povos estão interligados como consequência da evolução da ciência e da tecnologia, por exemplo.