Notícia

A Notícia (Joinville, SC) online

Brasil desconhece biodiversidade

Publicado em 24 abril 2006

São Paulo
Estima-se que o País tenha entre 1,4 milhão e 2,4 milhões de espécies de plantas, animais e microrganismos - a maior diversidade biológica do planeta. Porém, apenas cerca de 200 mil delas são conhecidas pela ciência, segundo a última Avaliação do Estado do Conhecimento da Biodiversidade Brasileira.
A solução passa pelas ferramentas digitais de apoio à pesquisa. Uma das propostas apresentadas recentemente pela comunidade científica é a criação do SciELO Biodiversidade, uma divisão do banco de publicações científicas SciELO voltada exclusivamente para pesquisas nessa área. "Uma barreira muito séria ao avanço do conhecimento é a falta de organização e acesso rápido a informações bibliográficas", diz o pesquisador Hussam Zaher, curador das coleções de herpetologia e paleontologia do Museu de Zoologia da USP.
O SciELO é uma biblioteca eletrônica de acesso livre a publicações científicas, com mais de 300 periódicos do Brasil e outros países da América Latina, além de Portugal e Espanha. Mantida pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), em parceria com a Bireme/Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o sistema recebe 25 milhões de downloads por ano.
O SciELO Biodiversidade entraria como uma área temática de destaque, aumentando o número de publicações disponíveis e criando mecanismos de busca específicos sobre o tema.