Notícia

Brasil Alemanha News

Brasil-Alemanha em sintonia com o futuro

Publicado em 09 outubro 2015

Cerca de 100 pessoas, entre professores, pesquisadores, estudantes, autoridades e representantes de empresas, estiveram presentes na quarta edição do Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação, realizado em 29 e 30 de setembro pelo Centro Alemão de Ciência e Inovação – São Paulo (DWIH-SP) em pareceria com a FAPESP.

A edição deste ano discutiu o tema “O futuro da tecnologia da informação e nosso futuro“, reunindo palestrantes do Brasil e da Alemanha ao longo de dois dias. Na mesa de abertura e em três painéis de exposição e discussão foram abordados os impactos das recentes inovações tecnológicas nos sistemas de produção e na vida cotidiana, bem como questões ligadas à segurança, privacidade e riscos do compartilhamento de dados no ciberespaço.

“A Alemanha é um forte defensor de uma internet estável, segura, aberta e livre. Isso oferece grandes oportunidades para o crescimento econômico e desenvolvimento, para boa governança e democracia, bem como para a troca de ideias entre pessoas ao redor do mundo”, afirmou o embaixador da Alemanha, Dirk Brengelmann, um dos keynote speakers do evento.

Para Marilde Santos, integrante do público e docente na Universidade Federal de São Carlos, eventos como o Diálogo Brasil-Alemanha é importante para que o tema seja discutido em nível internacional.  “Se a internet é um fenômeno ‘boardless’, as pesquisas nesta área também devem ser, e devem ultrapassar não só as fronteiras nacionais, mas também as das diferentes áreas do conhecimento. Apenas uma abordagem interdisciplinar, como vimos aqui, viabiliza que as pesquisas tenham de fato impacto na vida das pessoas”, argumentou ela.

A interdisciplinaridade também esteve presente na composição do público, o que gerou discussões diversificadas e plurais sobre o tema, como destacou o palestrante Dennys Antonialli. “O evento superou minhas expectativas, com um público muito especificado, interdisciplinar, integrando várias áreas do conhecimento. Quando se discute inovação, isso é fundamental”, avaliou.

Claudia Bauzer Medeiros, moderadora do terceiro painel e professora de Ciências da Computação na Universidade Estadual de Campinas, se declarou entusiasmada com o desfecho do evento.  “Diálogo é sempre importante para ter a visão do outro, complementar a nossa visão e enriquecer o resultado final, principalmente quando tratamos de países com culturas tão diferentes. Este evento nos dá a possibilidade de saber como pessoas que vivem em outro contexto cultural estão enxergando o mesmo problema”, disse.

A possibilidade do intercâmbio entre os dois países e a interdisciplinaridade do evento também foram enfatizadas pelo palestrante Arnold Picot, professor da Ludwig Maximilians Universität München, na Alemanha. “O conteúdo do Diálogo foi muito interessante e agregou as mais diferentes disciplinas, desde as ciências sociais até áreas mais técnicas e tecnológicas. O público e os palestrantes eram também altamente qualificados. Esta é a minha primeira vez no Brasil e estou muito contente de ter a oportunidade de entrar em contato com as pesquisas que estão sendo desenvolvidas aqui”, revelou.

De acordo com Marcio Weichert, coordenador do DWIH-SP, um dos objetivos do Diálogo -Brasil-Alemanha, realizado anualmente pela instituição, é colocar em contato pesquisadores alemães e brasileiros e estimular novas colaborações científicas entre os dois países.