Notícia

Blog do Poder Aéreo

Boeing comemora, em Brasília, seus 80 anos de atividade no Brasil

Publicado em 18 setembro 2012

Por Fernando Nunão de Martini

A Boeing divulgou informe, por meio de sua assessoria de imprensa, sobre as comemorações realizadas no Clube de Engenharia de Brasília em 12 de Setembro, relacionadas aos 80 anos das atividades da empresa no Brasil. A data celebra a entrega dos primeiros caças F4B-4 ao governo Brasileiro, em 1932.

Segundo o informe, Donna Hrinak, presidente da Boeing no Brasil, recepcionou seus convidados para a cerimônia que contou com a presença do brigadeiro Antônio Carlos Moretti Bermudez e parceiros da área comercial e industrial, como o presidente da Gol Linhas Aéreas, Paulo Sérgio Kakinoff, e representantes da AEL Sistemas, empresa parceira na área de defesa.

Histórico: em 14 de Setembro de 1932, os caças F4B-4 chegaram ao país de navio, no Rio de Janeiro, e foram entregues para o governo brasileiro, pois na época ainda não havia sido constituída a Força Aérea Brasileira (FAB). As aeronaves foram distribuídas entre a Marinha e o Exército Brasileiro. Desde então, a Boeing tem mantido um relacionamento produtivo com o Brasil, segundo o informe.

Na área comercial, ainda segundo o informe, a Boeing fez sua primeira entrega para o Brasil em 7 de Junho de 1960, um 707 para a Varig. Desde então, a empresa contabiliza a entrega de 177 aviões comerciais, incluindo aviões de carga, para 13 companhias. A empresa projeta, ao longo dos próximos 20 anos, um crescimento anual de 20% em vendas na América Latina, e considera o mercado brasileiro como o de maior representatividade nessa região.

Em 2011, a Boeing abriu dois escritórios no Brasil (São Paulo e Brasília) ampliando a atuação da empresa no país. Atualmente, o Boeing F/A-18E/F Super Hornet disputa o Programa F-X2 das Forças Armadas Brasileiras, que visa a aquisição de 36 caças.

Biocombustíveis e bolsas de estudo: em outubro de 2011, a Boeing, a Embraer e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) anunciaram um acordo de colaboração de longo prazo para pesquisa e desenvolvimento de biocombustíveis para aviação, o que representa mais um grande passo para a criação de uma indústria de biocombustíveis sustentáveis para aviação no Brasil.

Já em dezembro de 2011, a empresa anunciou o financiamento de bolsas de estudo (de um ano de duração) em universidades dos Estados Unidos para 14 estudantes de Engenharia Espacial e Aeronáutica, em parceria com a Comissão Fulbright do Brasil. Esse programa está no contexto do programa Ciência sem Fronteiras lançado pelo Governo Brasileiro.

Divulgação: Ketchum (texto editado e adaptado ao espaço)