Notícia

IG

BNDES aprova financiamento para pesquisas para álcool e sucroquímica

Publicado em 29 agosto 2007

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou hoje a aprovação de financiamento de R$ 1,5 milhão para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Os recursos serão usados para pesquisas nas áreas de alcoolquímica e sucroquímica.

Ainda de acordo com o banco, os projetos são desenvolvidos por instituições de ensino e pesquisa, em parceria com a empresa Oxiteno S/A Indústria e Comércio, e com recursos do Fundo Tecnológico (Funtec), da Fapesp e da própria Oxiteno.

Segundo o banco, o empreendimento total demandará investimentos de R$ 6 milhões - sendo que R$ 1,5 milhão serão originados da Fapesp, R$ 3 milhões da Oxiteno e o restante do BNDES. Na avaliação do banco, o programa de pesquisa e desenvolvimento nesta área está em consonância com a tendência internacional e de programas governamentais de apoio financeiro ao etanol como combustível e matéria-prima química, como os dos Estados Unidos e União Européia.

A Oxiteno pertence ao grupo Ultra, que tem como principal negócio a produção de derivados de óxido de eteno e solventes oxigenados, de acordo com informações apuradas pelo banco. O BNDES esclarece que o investimento parte da decisão do grupo de incorporar mais ciência à sua atividade.