Notícia

MidiaFlex

BIOTA-FAPESP Educação reinicia com palestras sobre serviços ecossistêmicos

Publicado em 20 fevereiro 2014

Agência FAPESP – O Programa BIOTA-FAPESP Educação retoma suas atividades em 2014 no dia 20 de fevereiro com palestras e discussões sobre conceitos e valores de serviços ecossistêmicos.

Esses serviços, que também são chamados de ambientais, são aqueles naturalmente gerados pelos ecossistemas em benefício dos seres humanos. Seja na forma de produtos – como alimentos e substâncias medicinais – seja na forma de processos relacionados à fertilização do solo, polinização, controle do clima e muitos outros.

Outros quatro encontros programados para o primeiro semestre deste ano vão tratar de serviços ambientais específicos, como polinização (essencial para a produção agrícola); proteção de recursos hídricos de rios, riachos, lagos e reservatórios; mudanças climáticas (relacionadas à perda de biodiversidade); e ciclagem de nutrientes (um exemplo é a influência da biodiversidade sobre a poluição e o equilíbrio de dióxido de carbono e oxigênio na atmosfera).

O primeiro encontro de 2014 será aberto com uma apresentação de Carlos Joly, professor da Unicamp e coordenador do BIOTA-FAPESP, sobre o ciclo deste ano. Os professores Rozely Ferreira dos Santos, do Instituto de Biociências, e Alexandre Turra, do Instituto Oceanográfico, ambos da Universidade de São Paulo (USP), farão palestras sobre os temas “Contexto Histórico da Definição Conceitual de Serviços Ecossistêmicos” e “Serviços Ecossistêmicos Marinhos". Podem participar estudantes, alunos e professores do ensino médio, alunos de graduação e pesquisadores.

O objetivo das conferências é apresentar o conceito de serviços ecossistêmicos e os avanços científicos resultantes de estudos sobre os ecossistemas, os serviços que eles prestam ao homem e suas relações com o desenvolvimento econômico e social.

Metas do milênio

A Avaliação Ecossistêmica do Milênio, concluída em 2005 pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), sistematizou informações relativas aos serviços ecossistêmicos e sua contribuição para o bem-estar humano. O documento conclui que a população do planeta é dependente de seus ecossistemas e dos serviços que eles oferecem, como alimentos, água, regulação climática, ciclos biogeoquímicos, polinização, satisfação espiritual e apreciação estética.

De acordo com a avaliação, para suprir a demanda crescente por alimentos, água, madeira, fibras e combustível, o ser humano modificou ecossistemas mais rápida e extensivamente nos últimos 50 anos do que em qualquer outro intervalo de tempo equivalente na história da humanidade.

Essa transformação aumentou a qualidade de vida e propiciou desenvolvimento econômico, mas também levou à degradação de serviços, comprometendo a realização dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio – um deles é a sustentabilidade ambiental – formulados a partir da Declaração do Milênio da ONU em setembro de 2000.

O evento é gratuito, com vagas limitadas e será realizado na sede da FAPESP, que fica na Rua Pio XI, 1500, em São Paulo.

Necessário confirmar presença pelo linkwww.fapesp.br/eventos/biota_ecossistemicos/inscricao

Mais informações: www.fapesp.br/eventos/biotaeduc2014/ecossistemicos