Notícia

Jornal da Unesp online

Biodiversidade brasileira em exposição em Berlim

Publicado em 05 junho 2008

O Museu Botânico da Universidade Livre de Berlim, Alemanha, e a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) inauguraram a exposição Brazilian Nature: Mystery and Destiny, aberta ao público até 14 de setembro, no Museu berlinense. A mostra baseia-se em material dos programas Flora
fanerogâmica do Estado de São Paulo
e Biota-Fapesp, dos quais a Unesp participa.

A exposição surgiu a partir da obra do botânico Carl Philipp von Martius, a Flora brasiliensis, até hoje o mais completo levantamento da flora nacional. Em seu conjunto, a mostra apresenta 37 painéis baseados também no Flora brasiliensis on-line e revisitada.

A exemplo de Martius, os estudiosos nacionais procuram levantar a riqueza brasileira para avançar o conhecimento sobre a maior  biodiversidade do planeta, e propor políticas para sua conservação. O País possui entre 15% e 20% do número total de espécies conhecidas.

Flora brasiliensis – Por meio deste projeto a Fapesp colocou na internet um banco de dados aberto com os registros de mais de 22 mil espécies de plantas descritas pelo botânico alemão Carl Philipp von Martius. A obra Flora brasiliensis foi editada no período de 1840 a 1906 e possui 3.811 ilustrações. Na ocasião da digitalização, a Fundação atualizou a nomenclatura utilizada no trabalho original de Martius e colaboradores, com a inclusão de espécies descritas após sua publicação.

Flora fanerogâmica - Iniciado em 1993, este projeto faz o primeiro e mais abrangente mapeamento da vegetação com flores nativa no estado de São Paulo. O trabalho reúne 250 botânicos da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Estadual Paulista (Unesp), dos institutos Botânico, Florestal e Agronômico e do Departamento de Parques e Áreas Verdes da Prefeitura de São Paulo. Pesquisadores da Embrapa, de 15 outros estados brasileiros e também de outros países contribuem para o projeto. Desde o início das atividades, as equipes descreveram cerca de duas mil das cerca de 7,5 mil, aproximadamente dois terços da flora européia.

Biota-Fapesp - A terceira iniciativa da Fundação presente na exposição Brazilian Nature: Mistery and Destiny é conhecida como Instituto Virtual da Biodiversidade. Ela integra na internet uma rede de laboratórios onde 1,2 mil cientistas trabalham em 80 projetos. O Programa faz o inventário e a caracterização da fauna, da flora e dos microrganismos no Estado. Já descobriu pelo menos 500 novas espécies de plantas e animais.

Premiado pela Fundação Henry Ford de Conservação Ambiental como iniciativa do ano em 1999, periodicamente o Biota propõe políticas públicas de preservação e uso sustentável de recursos naturais. Entre seus desdobramentos estão uma base de dados conectada a um Atlas digital, uma revista científica eletrônica e uma rede de bioprospecção e bioensaios.

Informações:
Exposição Brazilian Nature: Mystery and Destiny
De 5 de junho a 14 de setembro
Museu Botânico da Universidade Livre de Berlim
Königin-Luise-Straße 6-8 14195 Berlin

 

Fernando Cunha
Assessor de Comunicação da Fapesp