Notícia

IG

Biodiesel: valtra mostra tecnologia em tratores na expodireto

Publicado em 09 março 2005

A Valtra, do segmento de máquinas agrícolas, participa da Expodireto Cotrijal 2005 deste ano, que acontece na cidade de Não-Me-Toque (RS), entre os dias 7 a 11 de Março, apresentando toda a sua linha de produtos abastecida com 5% de Biodiesel (B05), tanto em dinâmicas de campo, como em demonstrações no estande.
Tratam-se de tratores equipados com motores convencionais da montadora, que devido a alta tecnologia empregada, foi possível o uso de diversos tipos de Biodiesel, dispensando qualquer tipo de modificação específica. Nos testes efetuados observou-se que em até 50% de mistura Diesel-Biodiesel (B50), o consumo do motor manteve-se inalterado, não ocorrendo nenhuma perda de performance.
O trabalho de pesquisa e desenvolvimento do motor a biodiesel foi iniciado há três anos em uma parceria conjunta a entidades e instituições do setor agrícola, sendo estas Unesp (Universidade do Estado de São Paulo), Coopercitrus (Cooperativa dos Citricultores de Bebedouro), Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), USP (Universidade de São Paulo), Ladetel (Laboratório de Tecnologias Limpas), FundUnesp (Fundo de Pesquisa da Unesp) e Valtra do Brasil.
A empresa sempre esteve à frente no desenvolvimento de projetos que incentivam o uso de fontes de energias limpas e renováveis, sendo que o principal objetivo dessas iniciativas sempre foi comprovar a viabilidade do uso de bio-combustíveis como uma alternativa permanente para preservação do meio ambiente, indo diretamente de encontro com a política de meio ambiente que a empresa pratica. Política esta, que levou a Valtra a conquistar a ISO 14001, uma certificação legal que comprova o trabalho da empresa dentro das conformidades do órgão regulador, a ABNT.
Todo o desenvolvimento foi elaborado pela Unesp sob a responsabilidade do Professor e Coordenador Afonso Lopes, Titular da Cadeira de Máquinas Agrícolas da Unesp de Jaboticabal. O biodiesel é um combustível alternativo, extraído de óleos vegetais (inclusive óleos vegetais residuais), com um cunho social muito amplo, o que possibilita atingir várias camadas sociais do campo para a sua produção. O apoio de empresas como a Valtra é fundamental para o incentivo de práticas ambientais, humanas e governamentais deste nível. Afirmou Lopes.
O projeto também está incentivando o setor automobilístico a investir nesta iniciativa de aumento do consumo de Biodiesel. Conforme a lei do governo federal, cada litro de diesel terá de início a adição de até 2% de Biodiesel, para atingir o percentual que o governo almeja, é necessário o aumento de 0,75% ao ano, também envolvendo órgãos, instituições e empresas privadas. E para este ano, a Valtra tem como plano, a continuidade deste desenvolvimento, devendo ser incorporados mais dois modelos de tratores ao projeto. As informações são da assessoria de imprensa da Valtra Brasil.