Notícia

Estadão do Norte (RO) online

Biocombustível feito de eucalipto é testado

Publicado em 18 julho 2007

O governo brasileiro pretende ampliar a participação dos biocombustíveis na matriz energética do país e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou para informar que esse combustível será feito também a partir do eucalipto. De acordo com ele, em breve o empresário Horácio Lafer Piva (Klabin) irá anunciar a novidade, sem especificar a data. Hoje, as principais matérias-primas utilizadas são a mamona e a cana-de-açúcar.

"Logo o Piva vai anunciar que as indústrias de papel e celulose vão pegar um pouco dos eucaliptos para que a gente possa produzir biocombustível também de eucalipto, ou seja, nenhum país do mundo tem as condições que tem o Brasil", afirmou em discurso na reunião do CDES (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social).

Lula reafirmou que o Brasil insistirá na política de biocombustíveis e que é necessário que o país aproveite as oportunidades. Lembrou que na Finlândia, por exemplo, uma árvore demora 60 anos para crescer, enquanto no Brasil o período é de sete anos, e que essa é a melhor saída para a redução da emissão de gás carbônico na atmosfera.


Situação dos trabalhadores das plantações preocupa

No entanto, o presidente admitiu que é necessário discutir a situação dos trabalhadores que estão nas plantações de cana para dar a eles uma condição de trabalho mais humana. Admitiu também que a opção por biocombustível tem uma pressão sobre o preço dos alimentos.

As pesquisas para diversificar as fontes de produção de biocombustíveis tomam corpo no Brasil. A Dedini anunciou, em parceria com a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), que irá investir R$ 100 milhões em pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias para a produção de álcool. O acordo prevê estudos voltados ao aperfeiçoamento de tecnologias industriais para a transformação da cana em álcool.

No Estados Unidos, as pesquisas para produção de álcool a partir da hidrólise da celulose estão bastante avançadas. Pesquisadores estimam que os investimentos do governo norte-americano, alguns milhões de dólares, deverão trazer resultado em até quatro anos.

Os biocombustíveis são fontes de energias renováveis, derivados de produtos agrícolas como a cana-de-açúcar, plantas oleaginosas, biomassa florestal e outras fontes de matéria orgânica. Em alguns casos, os biocombustíveis podem ser usados tanto isoladamente, como adicionados aos combustíveis convencionais. Como exemplos, podemos citar o biodiesel, o etanol, o metanol, o metano e o carvão vegetal.