Notícia

Jornal Dia Dia

BG amplia investimentos no Brasil e se consolida como maior produtora privada do país

Publicado em 14 agosto 2015

A BG Brasil, de origem britânica, vem ampliando sua participação no país nos últimos anos, sob o comando de Nelson Silva, e já figura no posto de segunda maior produtora de petróleo nacional, tendo alcançado a marca de quase 160 mil barris por dia nas últimas semanas. Desde que passou a barreira dos 100 mil, em novembro do ano passado, esse processo de crescimento continua em ritmo acelerado, com novas áreas entrando em fase de produção, mais projetos de pesquisa sendo desenvolvidos e também a realização de novos investimentos na área cultural do Brasil. Além disso, a companhia foi adquirida recentemente pela Shell, numa negociação avaliada em cerca de US$ 70 bilhões, e os ativos brasileiros foram apontados como fatores importantes para a decisão. No entanto, a negociação ainda está sujeita à aprovação regulatória nos países onde a BG atua, além de depender do aval dos acionistas. Até a conclusão dessa operação, prevista para o início de 2016, a BG Brasil diz que continuará operando de forma independente, focada na entrega de seu Plano de Negócios.

Desde 1994, quando a empresa estrangeira iniciou sua atuação no país, já foram mais de US$ 9,5 bilhões investidos aqui, como mostra um vídeo que o Petronotícias traz agora (na sessão Vídeo em Destaque, no canto direito da página). A intenção da companhia é que esse valor continue crescendo em larga escala nos próximos anos, com a previsão de aportar um total de US$ 3 bilhões no país entre 2014 e 2018.

O resultado disso já vem sendo colhido pela empresa, que viu seus resultados darem um salto no país entre 2013 e 2014, quando o lucro cresceu 280%, chegando a R$ 1,554 bilhão na operação brasileira. Mesmo com a queda dos preços do barril de petróleo, os números da empresa conseguiram continuar em ascensão este ano, com um crescimento global de 63% no lucro do segundo trimestre, para US$ 2,225 bilhões, sendo puxado principalmente pelo Brasil e pela Austrália, onde a produção mais que dobrou na comparação com o mesmo período do ano anterior, além de um impacto importante pela venda de ativos internacionais.

A produção de óleo e gás da empresa na Bacia de Santos tem alcançado novos patamares a cada mês e em julho chegou a 159 mil barris por dia, uma parcela significativa do total global: 703 mil barris de óleo equivalente.

Nas últimas semanas, a BG Brasil passou a contar com uma nova área entrando na fase de produção: o campo de Iracema Norte, na Bacia de Santos, onde o FPSO Cidade de Itaguaí, com capacidade para 150 mil barris por dia, começou a operar no dia 31 de julho. A área de Iracema Norte está na concessão BM-S-11, operada pela Petrobrás (65%), em parceria com a BG E&P Brasil Ltda (25%) e Petrogal Brasil S.A. (10%), sendo que a expectativa para o primeiro poço é de uma produção diária de até 32 mil barris de petróleo.

Outra vertente da BG no país são os investimentos em pesquisa e desenvolvimento, que já incluem 30 projetos em andamento e serão utilizados ainda para a construção de um Centro de Pesquisa para Inovação em Gás Natural (CIG), que será montado em parceria com a Fapesp.