Notícia

O Povo

Benefício dos exercícios mais intensos e em menos tempo

Publicado em 13 junho 2005

Pesquisa

O que é melhor: caminhar ou correr? Fazer exercícios intensos ou moderados? Os adeptos do ''quanto mais rápido, melhor'' acabam de ganhar um reforço em sua defesa. Um estudo feito no Canadá indica que apenas seis minutos de atividade física intensa por semana podem ser tão efetivos quanto uma hora diária de ações moderadas.
''Períodos curtos de exercícios intensos ajudam a melhorar a saúde e o rendimento muscular de forma comparável a várias semanas de treinamento tradicional'', afirma Martin Gibala, um dos autores da pesquisa e professor da Universidade McMaster, em comunicado da instituição canadense. A pesquisa, que será publicada na edição de junho do Journal of Applied Physiology, foi conduzida em 16 voluntários. Desses, oito passaram por um treinamento de duas semanas e oito não fizeram nenhum tipo de exercício.
O treinamento consistiu de quatro a sete tiros de 30 segundos, durante os quais os voluntários pedalaram em bicicletas ergométricas na maior velocidade em que conseguiram. Depois de cada tiro, foi dado um descanso de quatro minutos.
Após o período de testes, os pesquisadores verificaram que a resistência no primeiro grupo aumentou de 26 minutos para 51 minutos, enquanto o grupo controle manteve os mesmos tempos iniciais. Também identificaram um aumento significativo de citrato sintase, uma enzima que indica a capacidade de o músculo utilizar oxigênio.
''O treinamento com tiros de intensidade é uma alternativa para quem costuma dizer que não se exercita por falta de tempo. Mas, apesar de exigir menos tempo, é um treinamento que exige alta capacidade de motivação'', explica Gibala.

Agência Fapesp