Notícia

Blog Agenda Cultural do Recife

Baseado em clássico da dramaturgia nacional, Todo Mundo Quer Ser Dona Margarida (?) segue em cartaz em versão ao vivo e online com Abílio Tavares

Publicado em 03 agosto 2020

Além do espetáculo, também estão acontecendo as Lives Margaridianas, debates em torno de áreas como educação, opressão, direitos humanos, teatro, confinamento e educação sexual.

Dona Margarida é a nova professora do quinto ano primário. Em sua sala de aula, pouco se fala em liberdade ou autonomia. Autoritária, centralizadora e altamente provocativa, a personagem foi criada em 1971 pelo dramaturgo Roberto Athayde em Apareceu a Margarida, texto escrito no contexto da ditadura civil-militar brasileira e que logo se tornou um fenômeno de encenações dentro e fora do Brasil. O ator Abílio Tavares, que revisitou o texto em diversas ocasiões, encontra-se novamente com a professora em Todo Mundo Quer Ser Dona Margarida (?), que está em cartaz aos sábados e domingos, 19h, em exibições ao vivo no YouTube A Dona Margarida Oficial. O projeto tem dramaturgismo de Nicolas Iso, que junto com Paula Zurawski coordena as ações pedagógicas do projeto; Marco Lima deu consultoria sobre direção de arte e Ewerton Correia participou da pesquisa e colaborou para a direção cênica.

Lives Margaridianas Com Convidados

Temas centrais da peça suscitam discussões que foram divididas em vários tópicos e que serão abordadas por especialistas em diferentes áreas por meio de lives no youtube A Dona Margarida Oficial, às terças-feiras, 19h. Os títulos dos encontros foram escolhidos a partir de cinco falas emblemáticas de Margarida, personagem que metaforiza um sistema de educação baseado na repressão.

Além dos convidados especiais de cada um desses encontros, estarão presentes em todas as lives, apresentando e comentando-as, Nicolas Iso e Paula Zurawski, responsáveis, respectivamente, pela ação pedagógica/dramaturgismo e pela consultoria pedagógica do projeto que tem coordenação geral de Abílio Tavares.

Confira as próximas lives:

4 de agosto

Opressões: Quais são os que merecem? São aqueles que obedecem (?)

Com Ana Roxo (dramaturga, atriz, roteirista, youtuber, podcaster, escritora, desenhista e estudante de filosofia. Cursou Artes Cênicas na ECA-USP e EAD-USP e atualmente cursa Filosofia na Unicamp. Além do podcast Calma, Gente Horrível, é dramaturga e atriz da Cia. Auspiciosa, tem um canal no YouTube - O mundo segundo Ana Roxo - e teve um programa semanal chamado Caixa Preta no Nocaute – o blog do Fernando Morais) e Ana Claudia Sanches Baptista, que é Mestra em Ciências pela FSP-USP e Doutoranda no programa de Mudança Social e Participação Política na EACH-USP, também pesquisa sobre desigualdades socioambientais e é aspirante à professora e militante das causas feministas.

O que é merecimento? O que é meritocracia? O que devemos fazer para merecer algo? A maior virtude do homem é a obediência? Mas obedecer a quem? E ao quê? Como essas ideias nos oprimem? Quem ganha com a obediência? Obedecer a padrões sociais também oprime?

11 de agosto

Educação Sexual: Vocês só querem saber de sacanagem (?)

Alexandre Saadeh (médico psiquiatra, psicodramatista; Doutor pelo Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Médico Supervisor do Serviço de Psicoterapia do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Coordenador do AMTIGOS - Ambulatório Transdisciplinar de Identidade de Gênero e Orientação Sexual do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Professor Colaborador do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Professor Doutor do Curso de Psicologia da FaCHS-PUC-SP - Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Membro da WPATH desde 2018) e Caroline Arcari (mais informações em breve).

Educação sexual é ensinar sacanagem? É ridículo ensinar sobre sexualidade? Falar de sexualidade com crianças e adolescentes é sexualizá-los precocemente? De quem é o papel de educação sexual? Os alunos podem aprender sobre isso na escola ou devem aprender na rua, ou com a família? Educação sexual tem mesmo alguma importância?

18 de agosto

Direitos Humanos: É como se nós não existíssemos (?)

Com Crislei Custódio (Licenciada em Pedagogia, Mestre e Doutora em Educação pelo Departamento de Filosofia da Educação e Ciências da Educação da Faculdade de Educação da USP. Membro da equipe de educação em direitos humanos do Instituto Vladimir Herzog, Professora titular do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Ibirapuera e membro do grupo de estudos “Violência em tempos sombrios” do NEV/USP. Foi organizadora da coletânea “Hannah Arendt: a crise na educação e o mundo moderno”, publicada em 2017 com apoio da Fapesp pela Editora Intermeios) e Jonas Waks (mais informações em breve).

Devemos ficar passivos sem dizer nada? Nós não mandamos nada? Devemos nos conformar? Quem nos garante o direito à nossa própria existência? Os direitos humanos existem para que e para quem? Quando e como se deve começar a falar e respeitar os direitos humanos?

25 de agosto

Teatro e isolamento social: Vamos terminar todos enterrados, um por um (?)

Com Giordano Castro e Marat Descartes (mais informações em breve)

O teatro está morrendo? É possível fazer teatro sem a presença física? Teatro online continua sendo teatro? Como usar os meios digitais para a produção teatral? Estamos condenados a sermos enterrados um por um? Estamos nos enterrando?

Serviço:

Todo Mundo Quer Ser Dona Margarida (?)

Releitura de Apareceu a Margarida, de Roberto Athayde

Até 23 de agosto de 2020 | Sábados e domingos, às 19h ** As sessões serão exibidas ao vivo e não ficarão registradas no canal Acesso gratuito | Onde: YouTube A Dona Margarida Oficial | Duração: 50 min. | Classificação: 12 anos

Lives Margaridianas com convidados

Até 25 de agosto | Terças-feiras, 19h | Acesso gratuito

Onde: Youtube: A Dona Margarida Oficial

REDES SOCIAIS DO ESPETÁCULO:

Instagram @adonamargaridaoficialfacebook: @adonamargaridaoficial