Notícia

Jornal do Brasil online

Barco Alpha Delphini é inaugurado no Porto de Santos

Publicado em 14 agosto 2013

Foi inaugurado oficialmente, na segunda-feira, dia 12 de agosto, no porto de Santos, litoral de São Paulo, o barco oceanográfico Alpha Delphini. Inteiramente construído no Brasil, o barco integra um projeto submetido à Fundação de Amparo e Pesquisa de São Paulo (FAPESP) pelo Instituto Oceanográfico (IO) da USP no âmbito do Programa Equipamentos Multiusuários (EMU). O objetivo da construção da embarcação é aumentar a capacidade de pesquisa em Oceanografia no Estado.

O Alpha Delphini supre a carência dos estudos oceanográficos no Estado de São Paulo desde a paralisação do navio Professor W. Besnard – utilizado de 1967 até 2008 – por conta de um incêndio que tirou suas condições de operação. Para superar esse entrave, os pesquisadores do IO submeteram as propostas de aquisição do Alpha Delphini à FAPESP. O Alpha Delphini é barco complementar ao navio Alpha Crucis, inaugurado em maio de 2012. Na inauguração no Porto de Santos, os barcos Alpha Delphini, Alpha Crucis e o Professor W. Besnard foram ancorados lado a lado no armazém número oito.

O custo total do barco foi de R$ 6 milhões. R$ 4,4 milhões foram destinados pelo programa EMU da FAPESP para a construção da embarcação. O restante – motores e uma série de equipamentos científicos – foi financiado com recursos do próprio IO-USP.

O Alpha Delphini levou um ano e sete meses para ser construído e a maior parte dos componentes, como os dois motores a diesel, os geradores e a máquina de leme do navio oceanográfico, é nacional. Sua autonomia de navegação é de 10 a 15 dias, dependendo do número de tripulantes, e ele poderá operar em toda a faixa de 200 milhas marítimas da fronteira litorânea.

Quando não estiver em expedições, o barco ficará ancorado no armazém número oito do Porto de Santos. Os pesquisadores desejam que a embarcação permaneça aberta à visitação pública.