Notícia

Medicina S/A

Banco de dados: Repositório Covid-19 Data Sharing/BR - Medicina S/A

Publicado em 05 outubro 2020

O 1º Congresso Virtual da SBPC/ML tem trazido muitas informações de extrema importância sobre o que o setor de Medicina Laboratorial está fazendo a fim de estudar e entender melhor sobre o novo Coronavírus e contribuir para o tratamento de tantas pessoas que sofrem com a doença. Luiz Vicente Rizzo, diretor do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, trouxe uma importante contribuição, quando falou sobre o tema Repositório Covid-19 Data Sharing/BR: o primeiro repositório de dados para pesquisa sobre Covid-19 do Brasil”.

Na ocasião, ele apresentou o repositório de dados Covid-19, uma iniciativa pioneira que a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) montou, com o gerenciamento da Universidade de São Paulo (USP) e a participação do Grupo Fleury e os Hospitais Sírio Libanês e Hospital Israelita Albert Einstein, com o objetivo de compartilhar dados de alta relevância, a fim de gerar informações não só para um grupo restrito de especialista, mas para outros que têm os mesmos interesses. “Isso é absolutamente fundamental. Quando permitimos que outros vejam nossos resultados, também adquirimos conhecimento e nos aprimoramos”, explica.

Já são dois trabalhos publicados com os dados colocados nessa plataforma. “Temos a impressão de que as pessoas que analisarão os dados conseguirão ver coisas que talvez nós não enxerguemos. Estamos monitorando com muito cuidado essas análises externas publicadas, e isso tem sido útil para melhorar ainda mais nosso desempenho.

De acordo com Luiz, atualmente, as três instituições juntas possuem um conjunto de dados composto por 120 mil pacientes testados para Covid-19. “Usamos esses dados com uma frequência bastante razoável. O Einstein publicou mais de 50 trabalhos em resposta à pandemia de Covid-19 em diversas áreas do cuidado com a saúde”.

O médico ainda diz que a possibilidade de compartilhar abertamente na internet essas informações fará com que os dados sejam cada vez mais úteis para a humanidade. É importante ressaltar que trata-se de um ambiente extremamente seguro e a privacidade dos pacientes preservada. O site é o https://repositoriodatasharingfapesp.uspdigital.usp.br/.

Por esta nova mídia, dois trabalhos já firam publicados, o que é uma coisa importante. “Um deles é foi relacionado a computação, que analisou como conseguimos produzir tantos dados de um indivíduo só, ou seja, somente uma pessoa é capaz de produzir alguns terabytes de informação”.

O especialista afirma que “uma das poucas coisas que ganhamos nessa pandemia é o entendimento de que só teremos o melhor desfecho para a humanidade trazendo para a discussão todos os possíveis atores e fatos científicos. Isso por si só é algo bom diante de um cenário horroroso de tantas mortes. Outra vantagem é dividir com outras instituições que gostariam de participar conosco de um processo de excelência de obtenção e curadoria de dados”, conclui.

Tags: Coronavírus Destaque Fapesp Fleury Hospital Albert Einstein Hospital Sírio-Libanês Medicina Laboratorial Saúde Digital SBPC/ML USP