Notícia

IG

Avaliação de riscos causados por plantas geneticamente modificadas

Publicado em 08 dezembro 2006

Por Agência FAPESP

Ao tentar avaliar os riscos ao ambiente e à saúde humana por parte de plantas geneticamente modificadas, pesquisadores da Embrapa Meio Ambiente, em Jaguariúna (SP), desenvolveram uma nova metodologia. O novo sistema auxilia a avaliação das plantas transgênicas para permitir que seu emprego seja feito de maneira tão segura quanto o das plantas convencionais.
A fase anterior ao plantio de uma planta geneticamente modificada consiste na identificação de seus riscos potenciais para minimizar o impacto ambiental causado pelas práticas ligadas ao cultivo. Atualmente, esse trabalho é feito sem o emprego de uma metodologia definida, ficando a cargo dos avaliadores a responsabilidade de elencar os parâmetros mais representativos para uma avaliação segura.