Notícia

Anpei - Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras

Auditório da TOTVS, em São Paulo, foi palco do Comitê de Fomento no dia 19 de setembro

Publicado em 15 janeiro 2019

Aconteceu no dia 19 de setembro, no auditório da TOTVS em São Paulo, o Comitê de Fomento. Os coordenadores do tema Luis Cláudio Frade e Rosely Silva, junto com a Diretora Madrinha Isabela Dias, abriram a reunião pedindo para que todos os 50 presentes se apresentassem.

O tema central de discussão foi a Chamada GlobalStars: Edital Eureka, que possibilita a Cooperação Tecnológica especificamente com os seguintes países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, França, Holanda e Suíça por meio de suas Agências de Fomento. Denise Neddermeyer, financiadora da EMBRAPII, apresentou as particularidades do programa pela instituição, assim como um panorama geral dos modelos de financiamento oferecidos e as tecnologias habilitadoras, como IoT, Eletromobilidade, Manufatura Avançada, Petróleo e Gás, Higiene e Cosméticos, Indústria de Papel e Celulose, Telecom e Dispositivos médicos e odontológicos.

Em seguida, foi a vez do Alexandre Barragat, gerente substituto de Cooperação Internacional da FINEP, apresentar as formas de participação das instituições do Edital Eureka através da instituição. Antes, o gerente esclareceu os motivos que tornam a cooperação internacional relevante, como melhorar a competitividade, buscar um padrão de excelência em Pesquisa Científica e Tecnológica, enfrentar desafios globais e criar ou reforçar boas e estáveis relações diplomáticas.

Sérgio Queiroz, Coordenador Adjunto de Pesquisa para Inovação da FAPESP, continuou a reunião apresentando o Programa PIPE, Pesquisa Inovativa na Pequena Empresa, e também as diretrizes particulares da instituição para o mesmo Edital Eureka. Sérgio, ao final, abriu para perguntas, e os representantes das três instituições se disponibilizaram a saná-las juntos, cada um com a sua particularidade.

Continuando as apresentações, Ariane Oliveira, Analista de Planejamento na Embraer, explicou o cenário competitivo da indústria aeronáutica, que conta com um desenvolvimento tecnológico de prazo bem maior que a maior parte das outras indústrias. Assim, a Analista introduziu a Inovação na Embraer, que segundo a profissional, possui a inovação em seu DNA. Ariane terminou falando do relacionamento da empresa com startups, que tem o objetivo de buscar soluções tecnológicas para problemas organizacionais com aplicação no curto prazo.

Para encerrar as apresentações, Isabela Dias apresentou a TOTVS e sua agenda de inovação, reforçando a importância do trabalho institucional para alavancar a inovação como um todo. A Diretora da ANPEI reiterou a necessidade do ecossistema potencializar a sua associação, a fim de dispor força em suas pautas e construir uma política de base, para que o Brasil seja não apenas um consumidor de tecnologia, mas também um importante produtor. Por fim, os coordenadores do Comitê encerraram a reunião abrindo para uma dinâmica em que o grupo pode trocar e conversar entre si, reforçando o networking.