Notícia

Folha.com

Até trechos "limpos" do Tietê têm metais pesados

Publicado em 28 agosto 2010

Por MAURÍCIO SIMIONATO
Mesmo em trechos considerados limpos, onde pescar é algo comum, o Tietê esconde riscos à saúde como em pontos poluídos. Cromo, zinco, cobre, níquel, cobalto, cádmio e chumbo, entre outros metais pesados, estão depositados no fundo do rio. Pesquisa do Cena (Centro de Energia Nuclear na Agricultura) da USP de Piracicaba (160 km de SP) constatou excesso desses elementos ao longo dos 1.150 km do rio, que atravessa o Estado e, em vários pontos, é usado para pesca e turismo. O estudo coletou sedimentos em 12 pontos, da nascente à foz [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.