Notícia

Jornal do Brasil online

Astrônomos da USP tiram dinheiro do bolso para pagar pesquisa após cortes

Publicado em 24 julho 2016

Pesquisadores de um dos principais grupos de astronomia do Brasil recorrem a vaquinhas virtuais, ajuda de universidades estrangeiras e até ao próprio dinheiro para continuar as atividades após os cortes de 80% de recursos, entre bolsas e outras verbas de financiamento. As informações são de reportagem da Folha.

O diretor-científico da Fapesp, Carlos Henrique Brito Cruz, disse ao jornal paulista que os cortes nas bolsas e verbas aconteceram de uma maneira ampla devido à queda da arrecadação de impostos do Estado de São Paulo, que é a fonte de financiamento da agência.