Notícia

Banas Qualidade online

As diversas linhas de crédito e importância de um bom projeto de viabilidade

Publicado em 01 janeiro 2008

Atualmente é possível adquirir diversos tipos e recursos para investimentos em geral, sendo importante saber o que a empresa está pretendendo investir, quanto, que forma, custos, taxas, entre outros. Após uma análise prévia de um profissional qualificado e bem-intencionado, é possível saber se o cliente se enquadra no perfil correto e exigências do banco financiador. Existem muitas linhas com prazos e taxas diferenciadas, enquadramentos distintos e exigências conforme cada projeto. Para isso, podem ser citados alguns exemplos:

BNDES/BID/BIRD/FCO/Finep/Fapesp/Banco do Nordeste. O problema é que a maioria dos empresários tem a impressão de que é impossível conseguir financia mentos através destes órgãos, pelo aspecto de achar que não se enquadra; não existe; não é possível... Por quê?

Segundo o diretor da empresa Company, especializada na elaboração e viabilidade econômica de projetos financeiros, Guilherme Bastos de Aguiar, a grande maioria dos empresários realmente não acredita na aprovação e liberação dos recursos, pois entendem que é para poucos e é muito difícil de conseguir aprovação. Assim, diz ele, para que um agente financeiro aprove e faça os repasses dos recursos pleiteados, o empresário deverá elaborar um projeto financeiro e que nele conste toda a documentação atualizada de sua empresa e sócios, bem como especificar detalhadamente todo seu objetivo em relação aos investimentos que pretende realizar; bem como os valores já investidos.

"Deverá fazer diversos cálculos financeiros (planilhas — modelo) para que pos sa comprovar condições de pagamentos e de investimento independentemente de seu faturamento evoluir após o aporte, pois o analista de crédito entende que os riscos poderão ocorrer caso a empresa não consiga aumentar seu faturamento. Por isso, o pleiteante deverá solicitar investimentos condizentes com sua realidade atual. Os projetos de viabilidade econômica são segmentados para empresas que possuem bom patrimônio líquido explicitamente aceito e bem recebidos por qualquer instituição financeira, de forma que é elaborada na preocupação da preservação do meio ambiente, energia, empregos, entre outros, as possibilidades de êxito são praticamente de cem por cento de sua liberação".

Ele explica, ainda, que um outro fator muito importante e que não deverá ser desprezado em hipótese alguma pelo empresário, são as garantias, que deverão ser reais e apresentadas a qualquer negócio que for realizado com os recursos pleiteados em questão. Estas garantias são diversas: seguro; FGPS; hipoteca; aval, que em casos muito específicos e valores inferiores a 500 mil reais dependem da análise de crédito e histórico. As garantias reais de verão ser na ordem de 130% em relação aos valores aprovados e liberados.

"Desta forma, concluo que o importante para o empresário, é que contrate uma empresa especializada e séria no mercado para poder concretizar com profissionalismo o projeto de investimento para seus negócios. Contudo, o empresário deverá entender que existem custos iniciais referentes despesas operacionais, despesas estas que em muitos casos são altas, pois são condizentes com os valores solicitados e tamanho de projeto", finaliza.