Notícia

Folha de S. Paulo - Vale (São José dos Campos)

Aquário água Branca reabre para visitação

Publicado em 25 outubro 2005

Depois de muitas idas e vindas, o Aquário água Branca foi reaberto para o público no último dia 16. No mesmo prédio no Parque da água Branca, na zona oeste de São Paulo, em que foi construído na década de 1930 e ficou aberto à visitação até a década de 1970, quando foi fechado e destinado exclusivamente para pesquisas.
"Em março de 1998, o aquário foi reaberto ao público e funcionou até 2004, quando foi novamente fechado para uma grande reforma", conta Nilton Rojas, pesquisador do Instituto de Pesca e responsável pelo aquário, à agência Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo). "Com sua estrutura original recuperada, hoje o prédio é considerado patrimônio histórico."
O espaço é tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado (Condephaat) e mantido pelo Instituto de Pesca, órgão vinculado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta). Trata-se do primeiro aquário a ser construído no Estado de São Paulo e o segundo do Brasil. O mais antigo do país é o mantido pelo Museu Paraense Emílio Goeldi, no Pará, de 1910.
As obras de recuperação arquitetônica no aquário paulista foram financiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.
A área de exposição foi ampliada para abrigar 30 aquários, que variam de 600 a 4 mil litros cada. Neles, estão expostas as principais espécies de peixes de água doce utilizadas na aqüicultura e pesca brasileira. "Todos os peixes, crustáceos e anfíbios expostos são comercialmente importantes", ressalta Rojas. "O objetivo é ir além do conceito meramente turístico e mostrar ao público as espécies que fazem parte da cadeia de produção do pescado continental."
O espaço poderá abrigar ainda outros tipos de exposição e projetos educativos. A meta é fazer com que a nova fase de funcionamento do aquário receba pelo menos 20 mil visitantes por mês, entre alunos de escolas públicas e privadas e público em geral.
"Vivemos em um país que possui as maiores bacias hidrográficas e a maior biodiversidade de organismos aquáticos do planeta. E a nossa função é mostrar a importância dessas riquezas naturais ao grande público", afirma Rojas.
O Aquário água Branca, que funcionará diariamente com entrada gratuita, das 9 às 17 horas, fica na avenida Francisco Matarazzo 455, em São Paulo. Mais informações: www.pesca.sp.gov.br ou pelo telefone (11) 3871-7530.