Notícia

IT Forum 365

Aplicativo busca monitorar postura de pessoas com problemas motores

Publicado em 20 outubro 2016

Uma das consequências decorrentes de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) é o comprometimento dos movimentos de partes do corpo e a estabilização da postura é muito importante no processo de reabilitação do paciente. Imagine se um aplicativo pudesse monitorar e alertar o afetado pelo AVC quando ele não estivesse na posição correta. Esse é um dos objetivos da pesquisa que está sendo realizada por Olibário Neto, doutorando do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos.

Para tornar realidade o projeto, o pesquisador está trabalhando em parceria com duas terapeutas ocupacionais: a professora Valeria Elui, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), e a mestranda Amanda Peracini, do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Bioengenharia, oferecido em conjunto pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) e pelo Instituto de Química de São Carlos (IQSC).

A ideia é que o aplicativo seja capaz de avisar quando a pessoa está com a postura incorreta, por meio de sinais sonoros e visuais com instruções sobre como corrigi-la. Para isso, é preciso fixar o smartphone no peito do paciente sobre uma espécie de colete. Assim, ao permanecer em uma postura inadequada, o paciente recebe orientações para correção.

De acordo com Olibário, a estabilização do tronco é o primeiro passo para começar o processo de reabilitação. "Os terapeutas levam tempo corrigindo a postura dos pacientes para que ocorra o aprendizado de forma correta. Com o aplicativo, os afetados poderão treinar em casa e chegar às sessões de terapia com a postura mais adequada”, explica.

Os testes em pacientes devem começar ainda este ano e o aplicativo será utilizado em portadores de Hemiparesia, que é a paralisia parcial de um lado do corpo.

 

O trabalho recebe financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).