Notícia

Estadão.com

Apesar do avanço de novas variantes, Brasil reduz exames para sequenciar coronavírus

Publicado em 10 fevereiro 2021

Por Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo
Em meio à alta de casos de covid-19 no País e ao avanço de novas variantes do coronavírus no mundo, incluindo uma cepa com origem no Amazonas, o Brasil reduziu o número de exames de sequenciamento genético do vírus, procedimento que tem como objetivo justamente verificar as linhagens circulantes em cada região e identificar o surgimento de novas variantes. Entre março e maio de 2020, início da pandemia, foram realizados 1.823 sequenciamentos no País. [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.