Notícia

Valor Econômico

Apesar da crise, principais agências de fomento preservam orçamento

Publicado em 01 outubro 2009

A sobrevivência das empresas de inovação no Brasil depende sobretudo dos financiamentos a baixo custo oferecidos pelos agentes vinculados ao governo. Apesar de a crise financeira internacional haver comprometido parcialmente a arrecadação fiscal, as duas maiores agências de fomento tiveram preservados seus orçamentos. A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, deve encerrar o ano com liberação de recursos pouco superior a R$ 2,5 bilhões. No ano passado, os recursos executados [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.