Notícia

O Globo online

Apenas 13% da população urbana do estado têm abastecimento satisfatório

Publicado em 27 janeiro 2020

Por Ana Lucia Azevedo
RIO — O cheiro da geosmina é apenas parte de uma grave crise na distribuição e no tratamento da água do Rio de Janeiro, que, desde o período do réveillon, enfrenta uma contaminação nos reservatórios pela substância, produzida por micro-organismos. Somente 13% da população urbana do estado têm acesso a abastecimento satisfatório. O dado faz parte do último Atlas de Abastecimento Urbano de Água, que, elaborado em 2015 pela [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.