Notícia

Jornal do Commercio (RJ)

Aparelho para medir olho terá versão nacional

Publicado em 19 agosto 2005

Visão

As cirurgias para corrigir problemas de visão, como astigmatismo, miopia e hipermetropia, são uma prática corriqueira nos consultórios oftalmológicos brasileiros. Essas intervenções são feitas hoje com a ajuda de medidas personalizadas de cada olho do paciente, baseadas em informações obtidas nos exames pré-operatórios por meio de aparelhos chamados de wavefront - ou frente de onda - que analisam a luz que atinge o globo ocular. Atualmente, todos os aparelhos desse tipo usados no Brasil são importados.
Mas em pouco tempo isso pode mudar, porque a Eyetec Equipamentos Oftálmicos, uma empresa de São Carlos (SP), prepara-se para disputar esse mercado com um novo aparelho, também baseado na tecnologia wavefront, mas com um sensor que utiliza um princípio diferente dos outros.
"Em vez de várias pequenas lentes quadradinhas, simétricas, uma ao lado da outra, foi criada uma lente circular, com foco contínuo que aponta a deformação do olho ponto a ponto", diz o oftalmologista Paulo Schor, chefe do Setor de Bioengenharia Ocular da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Agência Fapesp