Notícia

Jornal do Brasil

Angra atrairá elite do genoma

Publicado em 17 março 2001

Por JESUAN XAVIER - Agência JB
SÃO PAULO - Samba, futebol Genoma. De acordo com o diretor-científico da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), José Fernando Perez, o Brasil ganha um novo ingrediente para compor sua imagem. Breve, será reconhecido também como um país que se destaca no desenvolvimento de projetos na área da genômica. "Isso já é uma realidade. O Brasil está demonstrando sua força, desenvolvendo diversos trabalhos relativos ao genoma que vêm sendo reconhecidos internacionalmente", disse Perez, informando que não há mais vagas para o congresso: "Antes de começar, já é um sucesso. As inscrições estão encerradas." A afirmação foi feita ontem, durante a apresentação oficial do congresso internacional que reunirá especialistas em genoma dos Estados Unidos, França, Alemanha, Inglaterra, Suíça, Austrália e Suécia, de 26 a 29 de "; março, em Angra dos Reis (RJ). "Brazilian International Genoma Conference é um dos eventos científicos mais importantes do ano no Brasil. Estarão presentes cerca de 50 dos principais pesquisadores do mundo", afirmou Andrew Simpson, do Instituto Ludwig e coordenador do Projeto Genoma Brasileiro. Segundo Simpson, o prêmio Nobel de Química em 1980, Walter Gilbert, abrirá o congresso. "O pai de toda essa história de seqüenciamento de DNA estará lá para abrir o evento. Será uma excelente oportunidade para o intercâmbio de idéias entre cientistas estrangeiros e nacionais", disse. Para a coordenadora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Silvana Medeiros, o congresso será importante para integrar toda a comunidade científica do país. Segundo Silvana, o governo já liberou cerca de R$ 10 milhões para a Rede Nacional de Seqüenciamento do Genoma Brasileiro, que capacitará 25 laboratórios em todo o país. "Há três anos, ninguém falava em genoma no Brasil. Possivelmente, o país já tenha hoje uma das maiores comunidades envolvidas, em genômica", comentou Andrew Simpson.