Notícia

Folha de S. Paulo

"Anatomia semelhante à de macacos"

Publicado em 16 setembro 2010

O leitor certamente notou a presença do acento grave, indicador de crase, não? E por que ocorre esse acento? EM SEU ÚLTIMO VESTIBULAR, a Fuvest apresentou uma questão baseada num fragmento (adaptado) da edição 157 da revista "Fapesp". Transcrevo a seguir a passagem do fragmento que nos interessa para a resolução dessa questão: "Anteriormente, houve outras descobertas arqueológicas, como, por exemplo, as feitas na Tanzânia, em 1978, que revelaram pegadas de 3,7 milhões de anos, mas com uma anatomia semelhante à de macacos. Os [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.