Notícia

JorNow

Análise da obra de Deleuze traça panorama sobre comunicação - 02/03/15

Publicado em 02 março 2015

As relações existentes entre os campos da linguagem, pensamento e comunicação são o cerne da pesquisa realizada por Alessando Carvalho Sales. Concebido originalmente como uma tese de doutorado, Deleuze: pensamento e acordo discordante, lançamento da EdUFSCar, expõe uma análise minuciosa dos textos de um dos maiores pensadores do século 20, Gilles Deleuze (1925-1995), entre 1962 e 1965 e suas principais referências teóricas, bem como a opinião de seus estudiosos. 

Para contextualizar o conjunto de ideias de Deleuze, o autor vai buscar a relação do filósofo francês com as obras de Nietzsche e Kant. De acordo com a interpretação deleuziana de Nietzsche, há uma nova colocação dos problemas do sentido e do valor, de maneira que o elemento do pensamento não é verdadeiro, mas sim o sentido e o valor. Ou seja, a filosofia será responsável por avaliar a diferença que separa os valores de origem baixa (como a moral, a religião, a ciência) dos valores de origem alta (como a arte, por exemplo). 

Para continuar a destrinchar os questionamentos iniciados em Nietzsche, Alessandro Sales parte para a análise do livro de Deleuze, A filosofia crítica de Kant e passa pelas leituras de Marcel Proust e Pierre Klossowski. Em sua apreciação sobre a comunicação, Deleuze critica a circulação excessiva de informações e discursos preconcebidos e ainda afirma que nas sociedades contemporâneas há um esvaziamento do discurso. Em seguida, levanta questões como: “que tipo de comunicação pode estrar envolvida na filosofia?” e “como o filósofo se comunica?”. 

Um dos principais destaques presentes na obra de Alessandro Sales, e o ponto norteador de sua pesquisa, está na condição paradoxal do acordo discordante, que nomeia o lançamento, que trata da relação entre duas teorias distintas: a semiótica (onde pensar?) e a ontologia comunicante (o que é pensar?). 

Ao esclarecer pontos fundamentais que envolvem as ideias do pensamento, do acordo discordante e, principalmente, sobre a crítica deleuziana sobre a comunicação, o autor conclui que “se comunicação é uma palavra que causava repulsa no Deleuze dos anos 1970 em diante, ela era, ao longo dos anos 1960, um termo considerado e apreciado em sua positividade”. Para Sales, a comunicação perfeitamente adequada ao mundo moderno seria aquela que se acrescenta o pensamento deleuziano de acordo discordante, que seria: “uma comunicação sem garantias, distante de todo o senso comum, por vezes aparentemente solitária, mas que não deixa de fazer apelo e de encontrar um interlocutor por vir”.

Indicado não somente aos filósofos e estudiosos do pensamento de Gilles Deleuze e de outros autores que se relacionam diretamente com a sua obra, o lançamento da EdUFSCar também é recomendado aos comunicadores, já que levanta questionamentos sobre o sentido e a origem de se comunicar. 

Sobre o autor – Alessandro Carvalho Sales é professor adjunto do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). Possui doutorado em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), com estágio na Université Paris (Panthéon-Sorbonne), mestrado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Federal do Ceará (UFC) e graduação em Ciências da Computação pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Na UFSCar, finalizou também pesquisa de pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Imagem e Som, com projeto apoiado pela Fapesp e voltado para as relações entre filosofia e cinema. Principais temas de trabalho: filosofia contemporânea, arte e filosofia, epistemologia e metodologia da pesquisa.

Título: Deleuze: pensamento e acordo discordante
Autor: Alessandro Carvalho Sales
Número de páginas: 288 
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 39,00
ISBN: 978-85-7600-392-2

Mais informações sobre os livros publicados pela EdUFSCar estão disponíveis no site http://www.editora.ufscar.br

Fonte da notícia
Empresa:Pluricom  
Contato:Katia Saisi  
Telefone:11-3774-6463-