Notícia

Sulmix

Amido de batata substitui talco na produção de papel

Publicado em 11 maio 2006

Por Agência FAPESP
Na fabricação normal do papel, os produtores normalmente utilizam o talco (silicato de magnésio) para aglutinar as fibras de celulose. Essa técnica também é usada para garantir uma série de propriedades exigidas pelos consumidores.
Na Finlândia, grupos de pesquisa das universidades de Helsinki e Joensuu e do Centro Nacional de Pesquisas Técnicas criaram uma alternativa ao uso do mineral na produção das folhas de papel. Eles desenvolveram uma substância a partir do amido da batata que, afirmam, se comporta até melhor do que o talco.
Uma das qualidades anunciadas pelos finlandeses está no peso do novo produto. Os testes mostraram que, com o amido, uma folha chega a ter até 30% menos de massa. Isso, de início, diminuiria o custo da distribuição do papel da fábrica para os revendedores e pontos-de-venda. A falta de mineral nas folhas também faz com que as cores, durante a impressão, rendam mais, segundo os cientistas.
Se os produtores poderão ganhar no futuro — o desafio agora é tornar a produção do papel à base de amido mais barata —, a grande vantagem do novo método está na questão ambiental. Com o amido no lugar do mineral, a reciclagem é facilitada. Isso porque todos os constituintes podem ser processados integralmente, o que não ocorre hoje.
Os finlandeses já registraram três patentes relacionadas com o desenvolvimento do papel de amido. A expectativa, segundo o Centro Nacional de Pesquisas Técnicas, é de uma boa aceitação do novo produto. Além da utilização da substância à base de amido de batata no papel, outras aplicações poderão ocorrer, também, nas indústrias de plástico e de tinta.

Agência FAPESP