Notícia

Rede TVTEC

Ambulatório que integra o Projeto Zika Vírus do HU já está em funcionamento

Publicado em 08 janeiro 2020

Todas as dependências do Ambulatório de Assistência, Ensino e Pesquisa do Departamento de Pediatria para atendimento ambulatorial e pesquisa do Zika Jundiaí estão funcionando desde a última segunda-feira (6). Este espaço é da Faculdade de Medicina junto com o Hospital Universitário e toda pediatria da FMJ foi transferida para o novo endereço. Com isso, são esperados o atendimento de 300 pacientes por semana.

Estão sendo realizado no ambulatório o atendimento de puericultura, pneumologista, infectologista, alergologista, nefrologista em crianças que receberam alta das UTIs Pediátrica e Neonatal, além de alojamento conjunto e enfermaria que necessitam de acompanhamento ambulatorial.

As consultas de crianças acompanhadas pelo Projeto Zika vírus serão acompanhadas no local por um fisioterapeuta, enfermeiro de desenvolvimento e fonoaudióloga, além das ações educativas em saúde visando prevenção de doenças e orientações sobre aleitamento materno.

O espaço compreende 200 metros quadrados dentro do HU com sala de espera, cinco consultórios equipados para o atendimento de crianças, além de uma sala de estudos para os pesquisadores, alunos da FMJ e bolsistas apoiados pela FAPESP. O investimento foi de R$391.000,00 provenientes de 2/3 da FMJ e 1/3 dos Rotarys Jundiaí Serra do Japy e Jundiaí Sul.

A pesquisa do Zika Jundiaí está em seu 4º ano, e o Ambulatório é um grande passo para o projeto que tem a responsabilidade de investigar a transmissão da doença em gestantes e suas repercussões nas crianças até o terceiro ano de vida. Dentre todas as pesquisas em desenvolvimento no mundo, este é o único estudo que acompanha as mães e seus bebês.

Para Saulo Duarte Passos, professor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina de Jundiaí, que coordena a pesquisa, esse projeto já acolheu 814 mulheres e, hoje, seus filhos, muitos já com dois anos de vida, recebem acompanhamento interdisciplinar totalmente gratuito envolvendo pediatras, neuropediatras, enfermeiros, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e odontólogos. “Hoje, acompanhamos 400 crianças pela Coorte de Jundiaí”, explica ele.

Segundo Márcia Conceição, 38 anos, mãe de Everton Guilherme Conceição que ficou internado por 20 dias e esteve no ambulatório para sua segunda consulta com o nefrologista Emmanuel Machado de Oliveira, o espaço é muito bom. “Fomos bem atendidos desde o começo e esse espaço é muito organizado e moderno”, reforça ela.

Os atendimentos serão feitos através de encaminhamentos do serviço público de saúde e funcionará de segunda a sexta, das 8h às 11h30 e 13h30 às 17h. Mais informações pelo 4527 5700, ramal: 790 com Adriana.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Jornal de Jundiaí online Jornal da Região (Jundiaí, SP) online