Notícia

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Alunos Participaram de Flashmobs Sobre o Eclipse de 1919 Observado em Sobral

Publicado em 04 junho 2019

Por Ricardo Roberto Plaza Teixeira

No dia 29 de maio de 2019, quarta-feira, nos intervalos das aulas do período vespertino (entre 15h10 e 15h25) e do período noturno (entre 20h40 e 20h55), no pátio em frente à lanchonete do Câmpus de Caraguatatuba do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), ocorreram dois flashmobs sobre o famoso eclipse de 29 de maio de 1919, que foi observado por astrônomos na cidade cearense de Sobral. Este evento contou com a exibição e a discussão de vídeos de curta duração que ressaltaram a importância científica deste eclipse para a produção de uma das primeiras evidências experimentais da Teoria da Relatividade Geral de Einstein de 1915. Um flashmob (“mobilização rápida”) é o nome, em inglês, dado para uma ação rápida de caráter cultural que acontece em algum ambiente aberto e público.

Estes flashmobs fizeram parte do rol de ações dos projetos de extensão “Apresentações Científicas e Culturais” e “Cinedebate” coordenados pelo Prof. Dr. Ricardo Roberto Plaza Teixeira e para a sua organização contaram com o apoio de bolsistas de extensão e de iniciação científica, bem como de estudantes voluntários. Em particular, deram suporte para a realização deste evento os bolsistas de extensão André da Silva Mendes (do projeto “Apresentações Científicas e Culturais”) e Vinicius Amaral Sousa Abrahão (do projeto “Cinedebate”), os bolsistas de iniciação científica Kaua Estevam Cardoso de Freitas, Ryan Nepomuceno Montemor e Larissa Comodaro Nunes Sant’Ana e os ex-bolsistas de iniciação científica Rafael Brock Domingos e João Pereira Neto, todos eles sob a orientação do professor Ricardo Plaza.

Diversos docentes e servidores técnico-administrativos do IFSP-Caraguatatuba compareceram e apoiaram a iniciativa. Em particular, estiveram presentes os professores de física Alex Lino (coordenador da Licenciatura em Física do IFSP-Caraguatatuba) e Luis Fernando Viviani Thomazini (coordenador do PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência da Licenciatura em Física do IFSP-Caraguatatuba).

Em ambos os períodos, foram apresentados inicialmente dois vídeos de curta duração e bastante didáticos no que diz respeito à explicação da importância científica das observações realizadas durante este eclipse. Um destes vídeos, produzido pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e com a duração de 3 minutos, intitula-se “Somos Todos Ciência - Centenário do Eclipse de Sobral” e pode ser assistido gratuitamente aqui.

O outro vídeo exibido, com cerca de 2 minutos de duração e produzido pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), intitula-se “O eclipse que revolucionou a física” e pode ser assistido aqui.

Após a exibição dos dois vídeos, Rafael Brock, que é bolsista do PIBID da Licenciatura em Física do IFSP-Caraguatatuba, explicou um pouco a respeito do software Stellarium aos presentes e de como, por meio dele, é possível observar os corpos celestes (Lua, estrelas, planetas, etc.). Ele então colocou nas variáveis deste programa, as coordenadas de latitude e de longitude da cidade cearense de Sobral e a data de 29/05/1919, por volta das nove horas da manhã: o Stellarium permitiu, deste modo, observar como ficou o céu naquele dia, horário e local e o modo como transcorreu o eclipse do Sol ao longo dos poucos minutos de sua duração. O Stellarium é um planetário de código aberto que mostra o céu de modo realista igual ao que se vê a olho nu ou com um telescópio; este programa pode ser baixado gratuitamente aqui.

Durante a noite, o estudante da Licenciatura em Matemática João Pereira Neto explanou aos presentes sobre a importância da Teoria da Relatividade, dando destaque para uma das suas consequências: a existência dos objetos astronômicos denominados “buracos negros”.

Basicamente, de modo genérico, da Teoria da Relatividade Geral decorre o fato de que um raio de luz é encurvado quando passa perto de um corpo muito massivo como o Sol. Portanto a luz proveniente de uma estrela que esteja “atrás” do Sol é encurvada e a sua posição aparente é modificada quando o raio desta luz passa nas proximidades do Sol: a alteração na posição de estrelas que estejam “atrás” do Sol só é possível de ser observada quando a Luz fica na frente do Sol eclipsando-o. Foi exatamente este tipo de observação feita em 1919 que se mostrou consistente com a previsão da teoria de Einstein.

A montagem dos equipamentos no pátio para a exibição destes vídeos ocorreu graças ao apoio dado pela equipe da CTI (Coordenadoria de Tecnologia da Informação), em especial de Luiz Gustavo Nicola Mendes, Leandro Oliveira da Silva, Mateus Santos Santana e Thyago Nicollas dos Santos Lima. Os organizadores deste evento científico agradecem muito o empenho da equipe da CTI para que este evento tivesse sucesso.

Os bolsistas e estudantes voluntários que organizaram estes dois “flashmobs” ficaram bastante satisfeitos com o interesse revelado por muitos alunos do IFSP sobre a Teoria da Relatividade de Einstein e outros temas de Física e Astronomia. O objetivo foi justamente reforçar uma cultura que valorize o conhecimento científico produzido pela humanidade.

Atividades que provoquem um debate acerca de temas relacionados a questões científicas, culturais e educacionais, como estes flashmobs, são regularmente organizadas por bolsistas de iniciação científica e de extensão orientados pelo professor Ricardo Plaza, no âmbito dos projetos de extensão “Apresentações Científicas e Culturais” e “Cinedebate”. Seu objetivo principal é realizar reflexões críticas sobre ciência e história, de modo a ampliar o repertório de conhecimentos e estimular os jovens para que raciocinem cientificamente e pensem de forma crítica. Todas estas atividades são gratuitas e abertas para quaisquer interessados, tanto da comunidade interna, quanto da comunidade externa ao IFSP; não é necessário fazer inscrição prévia. Professores e gestores de escolas públicas que pretendem que alunos de suas escolas participem de atividades deste gênero podem procurar o professor Ricardo Plaza, para juntos organizarem os detalhes.