Notícia

Diário do Rio Claro online

Alunos do Colégio Coc visitam Campus da Unesp Rio Claro

Publicado em 28 novembro 2018

As atividades de campo são importantes para a complementação dos conteúdos escolares, principalmente em Educação Ambiental, pois, a partir de atividades práticas, é possível refletir sobre diferentes conceitos ambientais e estratégias sustentáveis do cotidiano.

A experiência resultante da interatividade escola e aulas de campo contribui para didática, pois além de ser produtivo, possibilita a melhoria do ensino, visto que os alunos podem observar e descrever os conteúdos explorados em sala de aula e reunir cada vez mais novos conhecimentos. Nesse sentido, o Colégio COC de Rio Claro desenvolveu um trabalho de campo com os alunos dos 3° e 4° anos (período manhã e tarde) do Ensino Fundamental, no Campus da UNESP Rio Claro, tendo como foco aperfeiçoar a temática do meio ambiente, abordando temas como vida animal de invertebrados (Insetos – Formigas e Abelhas).

Também foi realizada visita ao acervo da Biblioteca a fim de estimular o gosto pela leitura e evidenciar aos alunos a diversidade de livros e pesquisas acadêmicas ali presentes. As atividades englobaram visita ao Formigueiro da Universidade, onde foi abordada a vida no formigueiro, a organização das formigas em colônias, na qual cada uma possui uma função específica. Foi destacado que as formigas, assim como as abelhas, são polinizadoras e ajudam na fertilização de plantas, e também possuem um papel significativo na natureza para o equilíbrio ecológico.

Outro local foi o Apiário, onde foram abordadas as funções das abelhas na natureza, os aspectos dos efeitos tóxicos do néctar e pólen das plantas e da composição, atividade biológica, os produtos apícolas (mel, própolis, pólen, cera, geléia), serviços de polinização, caracterização e propriedades que envolvem o estudo destes insetos.

Na Biblioteca da UNESP, os alunos tiveram acesso a todos os acervos de livros cadastrados no Sistema ALEPH, adquirido pela Coordenadoria Geral das Bibliotecas da UNESP, conheceram sua estrutura, informações sobre sua constituição, que se deu em 07 de Junho de 1957, pela Lei nº 3.895, sendo que seu funcionamento iniciou-se em 11 de Junho de 1958. Graças aos recursos captados da FAPESP, a Biblioteca da Universidade ampliou sua infraestrutura, estando capacitada para apresentar aos seus clientes serviços de toda ordem e excelente qualidade.

Durante o trabalho de campo, foi incluída visita ao Biotério da Universidade, onde foi apresentado o funcionamento das colônias experimentais de abelhas e observação de cupins mantidos em laboratórios, conhecendo as normas, procedimentos e diretrizes éticas em relação ao seu funcionamento e visitação.

A Professora Luzia Sitolin, que acompanhou os alunos durante a atividade, reforçou a importância do contato dos alunos com a Universidade Pública, principalmente para o processo de aprendizagem, pois o contato com estes diferentes ambientes e conhecimento sobre a vida dos insetos permite refletir melhor sobre a perfeita harmonia que deve ter entre os seres viventes na Terra, em que cada um apresenta uma função importante. Segundo o pensador Albert Schweitzer, “quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante”.

Assim, a manutenção e o respeito aos seres vivos e suas funções na Terra estão diretamente relacionadas à nossa sobrevivência. Portanto, trabalho como esse permite que os alunos expandam seus olhares sobre o mundo e, posteriormente, possam estimular pessoas de seu convívio a respeitar os seres vivos, mostrando a importância que estes exercem no ciclo de vida da Natureza, assumindo uma interatividade harmônica e contribuindo para um ambiente sustentável e equilibrado. E com a visita à Biblioteca, incentiva-se o hábito e gosto pela leitura, indispensável ao desenvolvimento social dos educandos.