Notícia

Unisal - Centro Universitário Salesiano de SP

Aluno do Direito de Lorena recebe Menção Honrosa em evento científico da USP

Publicado em 09 dezembro 2011

O aluno do 4º ano do curso de Direito da Unidade de Lorena, Douglas dos Santos Vieira, foi um dos raros indicados para Menção Honrosa no SIICUSP - Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP, realizado de 21 a 25 de novembro.

Douglas apresentou no simpósio o trabalho intitulado "A efetividade da educação e seus reflexos no desenvolvimento pleno da cidadania".

O trabalho foi muito elogiado e considerado excelente, como revelou a avaliadora da USP, Professora Dra. Gisele Mascarelli Salgado, em mensagem que enviou à orientadora do Douglas, Professora Dra. Grasiele Nascimento, do UNISAL.

Na mensagem, a Professora Gisele informa que o trabalho foi indicado para Menção Honrosa, o que acontece com poucos estudos apresentados no SIICUSP.

Douglas, a Professora Grasiele e todo o pessoal do Direito comemoraram a ótima notícia.

Interesse pela pesquisa

Douglas dos Santos Vieira foi bolsista da FAPESP e integra o grupo de pesquisa "Minorias, discriminação e efetividade de direitos".

Em entrevista à última edição da Revista UNISAL, Novembro/Dezembro, página 14, (acesse a revista neste site) ele conta que o interesse pelo tema educação e cidadania surgiu bem antes de iniciar o curso de Direito. Foi quando fez parte de um grupo de alfabetização popular que atuava em duas frentes: em uma comunidade periférica com adultos e em uma entidade que atendia adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto.

"Além desse trabalho com os educandos, o grupo se reunia periodicamente para discutir obras referentes à educação popular, sobretudo, as do educador brasileiro Paulo Freire. Com o tempo, procurei me inteirar mais dos assuntos relacionados à educação, buscando compreender alguns dos problemas do Brasil", revela Douglas, acrescentando que uma das questões que mais chamou sua atenção foi a negligência do Estado (Executivo, Legislativo e Judiciário) "em relação à efetividade do direito à educação".

O desejo de contribuir para transformar essa situação o levou a se interessar pela atuação da Defensoria Pública e a ingressar na área jurídica, "já que a relação estreita da Defensoria Pública com pessoas necessitadas, economicamente hipossuficientes, permitiria uma atuação significativa na defesa dos direitos fundamentais sociais, dentre os quais o direito à educação".

No curso de Direito, surgiu o interesse pela pesquisa na área da dogmática dos direitos fundamentais. Para Douglas, a pesquisa leva o pesquisador a rejeitar "explicações superficiais aos problemas analisados" e amplia o conhecimento.

Parabéns, Douglas!