Notícia

Diário de Sorocaba

Aluno da Uniso tem projeto de desenvolvimento regional

Publicado em 10 agosto 2001

O aluno Flávio de Souza Mascarenhas, do 6° período do curso de Turismo da Uniso (Universidade de Sorocaba), está realizando pesquisa intitulada "Turismo Local ou Regional? O posicionamento das lideranças sorocabanas com relação ao Turismo Receptivo no Município", que objetiva identificar os diferentes posicionamentos das lideranças turísticas sorocabanas com relação ao desenvolvimento do receptivo turístico do Município, procurando identificar se essas lideranças são favoráveis ou não à integração de todos os municípios da região, visando o seu desenvolvimento turístico receptivo. A pesquisa é um projeto de Iniciação Científica, aprovado por uma das principais instituições de pesquisa do País, a Fapesp - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Realizado por meio do Núcleo de Pesquisa do Centro de Comunicação e da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da Uniso, o trabalho está sendo orientado pelo coordenador do curso de Turismo, professor dr. Luiz Octávio de Lima Camargo. "Este é o primeiro projeto de iniciação científica da Uniso aprovado e financiado pela Fapesp e um dos poucos realizados em universidades privadas. O fato, sem dúvida, é auspicioso para a comunidade acadêmica da Uniso, porque significa um reconhecimento da qualidade da pesquisa de nossa Universidade", comenta ele. No entendimento dos autores da pesquisa e do curso de Turismo da Uniso, a única alternativa capaz de credenciar Sorocaba e as diversas cidades da região como um pólo turístico do Estado de São Paulo é a integração dos diversos atrativos da área (represas, serras, locais históricos e culturais, espaços para a prática de esportes radicais, etc.) com sua excelente infra-estrutura. "Com esta pesquisa, o curso de Turismo da Uniso entende estar contribuindo para o desenvolvimento do setor institucional do turismo de Sorocaba e região, superando um dos muitos entraves nele existentes", acrescenta Flávio. A pesquisa está sendo iniciada neste mês de agosto e o prazo estipulado para a sua conclusão é de um ano. Durante este período, diversas lideranças turísticas serão questionadas, principalmente no tocante às perspectivas do desenvolvimento turístico sorocabano.