Notícia

Portal Exame

Alterações genéticas tornam tumor mais agressivo, diz estudo

Publicado em 09 agosto 2017

Por Peter Moon, da Agência FAPESP
Entre os diversos tipos de tumores cerebrais cancerígenos, 70% são astrocitomas, cuja fatalidade pode chegar a 90% dos casos. O astrocitoma se desenvolve a partir das maiores e mais numerosas células do sistema nervoso central, os astrócitos, assim chamados por ter a forma de estrelas. Pesquisa desenvolvida pela bióloga Valeria Valente, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Araraquara, com apoio da FAPESP, busca identificar os mecanismos que tornam os astrocitomas tão agressivos e [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.