Notícia

O Estado do Paraná

Algas são boas fontes de fibras

Publicado em 06 novembro 2005

São Paulo — Agência Fapesp
Para quem não vive sem fast food, mas está preocupado com as elevadas calorias e o baixo valor nutritivo dos gordurosos sanduíches, a solução pode vir do mar. Não se trata do hambúrguer de peixe, mas das algas.
Segundo um estudo feito por cientistas europeus, o alginato extraído das algas pode ser usado para aumentar a quantidade de fibras em sanduíches, doces ou outros tipos de alimentos com muitas calorias e poucos nutrientes.

Os pesquisadores estudaram as propriedades de um tipo de alga marrom, comum em grande parte do mundo. A alga foi processada em laboratório para que fosse produzido o extrato, o alginato, um polissacarídeo sem gosto e sem cheiro muito usado na indústria alimentícia como estabilizante.
No estudo, com resultados publicados na revista Critical Reviews in Food Science and Nutrition, o alginato levou ao aumento na mucosa intestinal. Segundo os pesquisadores, a alta concentração de fibras contidas no substrato pode reduzir a incidência de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e câncer no intestino.

"O problema é que, hoje em dia, não estamos comendo fibras o suficiente, apesar de precisarmos disso para nos manter saudáveis", disse Jeff Pearson, um dos autores do estudo, em comunicado da Universidade de Newcastle, uma das instituições participantes do estudo. "Para consumir a quantidade diária recomendável de fibras, seria preciso comer muitas frutas e vegetais, coisa que muita gente não gosta de fazer."

Segundo Pearson, como é muito difícil mudar os hábitos alimentares da população, uma maneira prática de solucionar o problema seria melhorar a qualidade dos alimentos mais consumidos. "Em um hambúrguer, por exemplo, podemos simplesmente substituir parte da gordura por um substrato de algas. O resultado seria um sanduíche muito mais saudável e sem perder o sabor", disse.
O composto não precisa ser adicionado apenas no recheio, mas também diretamente no pão. "O pão é provavelmente o melhor veículo para atingir a população geral, pois é consumido por quase todo mundo. Com o extrato de algas poderíamos quadruplicar a quantidade de fibras num pão de fôrma, por exemplo", afirmou.

O artigo Alginate as a source of dietary fiber, de I. A. Brownlee, A. Allen, J. P. Pearson, P. W. Dettmar, M. E. Havler, M. R. Atherton e E. Onsøyen, pode ser lido no site da Critical Reviews in Food Science and Nutrition, em http://journalsonline.tandf.co.uk.