Notícia

Terra

Algas microscópicas são descobertas no Ártico

Publicado em 15 janeiro 2007

Um grupo internacional de pesquisadores descobriu um novo grupo de algas com milésimos de milímetros de tamanho. Os microrganismos foram encontrados no oceano Ártico e batizados como picobilifitos. Segundo a Agência Fapesp, elas foram descritas na edição atual da revista Science.

A descoberta foi feita a partir da análise cuidadosa de seqüências de DNA que pertenciam a vastas comunidades de microrganismos presentes no oceano. De acordo com a bióloga Connie Lovejoy, da Universidade de Laval, no Canadá, um grupo de seqüências não se encaixava em nenhum dos grupos conhecidos.

 

A especialista disse que a divergência biológica entre esse novo grupo e os organismos conhecidos é tão grande quanto a existente entre plantas e animais. Em 2006, depois de novas análises, também foi confirmado que as  novas formas de vida estão espalhadas pelos mares setentrionais de forma abundante.

O nome das algas - picobilifitos - é um composto de "pico", que remete ao tamanho extremamente pequeno, "bili", referente à presença de biliproteínas em sua estrutura - substâncias fluorescentes que transformam a luz em biomassa - e "fitos", que as caracterizam como plantas.