Notícia

Alô Brasília online

Alckmin pretende arrecadar R$ 40 bi em PPPs

Publicado em 25 janeiro 2013

Por Guilherme Waltemberg

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), informou na sexta-feira que o governo estadual pretende arrecadar R$ 40 bilhões em parcerias público-privadas (PPP) em viagem à  Europa que será conduzida pelo vice-governador, Guilherme Afif Domingos. De acordo com Alckmin, a crise econômica enfrentada pelo continente leva os empresários locais a buscar outros paí­ses para investir o dinheiro. "Como o investimento da Europa foi reduzido, os empresários estão vendo (outros paí­ses) onde investir", afirmou Alckmin.

Alckmin reuniu-se na tarde desta sexta-feira com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso. Durante o encontro foram abordados assuntos relacionados à cooperação tecnológica entre o Mercosul e paí­ses da União Europeia. Alckmin reforçou a importância da reunião dizendo que a Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) representa mais de 50% do investimento em pesquisa realizado pelo Brasil. "A Fapesp representa metade da produção cientí­fica brasileira", ressaltou. Durão Barroso, no entanto, saiu do encontro sem falar com a imprensa.

Para o governador, o Estado de São Paulo oferece condições especiais para atrair essa verba de investimento privado. "São Paulo, que tem uma tradição de respeito aos contratos, de segurança jurí­dica, vai receber, eu acho, grandes investimentos", avaliou o governador.

Além das PPPs, Alckmin endossou a realização de parcerias entre o Estado de São Paulo e o governo federal. O governador tucano disse ter um relacionamento "positivo" com a presidente Dilma Rousseff, integrante do PT, sigla à qual o seu partido faz oposição.

"Temos grandes parcerias com o governo federal. No Rodoanel Norte, por exemplo, um terço da verba é federal e dois terços são estadual. Temos parceria também na construção do Ferroanel (no entorno de São Paulo) e na construção de hidrovias. Além disso, temos parceria na construção de casas pelo programa Minha Casa Minha Vida (no Estado de São Paulo). Estamos colocando R$ 20 mil por residência no programa", comentou o governador.

AE