Notícia

ABC - Academia Brasileira de Ciências

Água, uso do solo, saúde e serviços ecossistêmicos

Publicado em 28 maio 2014

Por Vitor Vieira

Os quatro dias do simpósio "Questões de Água e Sustentabilidade Ecológica em Áreas de Urbanização", realizado entre 5 e 8 de maio na sede da Embrapa Instrumentação, em São Carlos (SP), foram marcados por muito debate. Depois da abertura no primeiro dia, aconteceram discussões dentro dos grupos de trabalho, nas quais os participantes apresentaram suas áreas de atuação e dedicaram-se juntos à identificação de desafios e perspectivas.

Ainda no primeiro dia do simpósio, Lauanna Campagnoli, secretária municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano, destacou a importância da preservação das áreas de mananciais e onde a cidade deve ou não crescer. Ela apresentou o Plano Diretor de São Carlos aos cientistas, que discutiram alguns pontos como forma de contribuição para a revisão do documento.

No início das atividades do dia 6 de maio, os jovens pesquisadores prepararam um material que reunia os resultados obtidos até então. Já na parte da tarde, este conteúdo - sobre "água e uso do solo", "água e saúde" e "serviços ecossistêmicos" - foi apresentado aos representantes das outras áreas na sessão plenária, quando as discussões passaram a ser feitas por todos os participantes reunidos.

Teve início, então, no dia 7, a segunda parte das atividades do simpósio, com uma discussão sobre como os aspectos identificados em cada um dos temas podem ser transformados em políticas públicas e/ou ações voltadas para a conscientização da sociedade. Desta forma, o principal objetivo do evento passou a ser a produção de um Policy Paper, direcionado tanto à comunidade científica quanto aos tomadores de decisão e à população em geral.

Ainda nesse dia, aconteceu uma sessão pública para tratar das questões abordadas no evento, com a apresentação das conclusões à sociedade pela pesquisadora em ecologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Raquel Soares.

O último dia do simpósio ficou reservado para a realização de um trabalho de campo. Houve uma visita técnica, guiada pelo Acadêmico José Galizia Tundisi, secretário municipal de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia de Sâo Carlos, à Bacia Hidrográfica dos rios Itaqueri e Lobo e à Represa do Broa.

A represa é um site do Programa de Pesquisa Ecológica de Longa Duração (PELD), financiado pelo CNPq e Fapesp e iniciado em 1971, e é um dos mais antigos em pesquisa ecológica no Brasil. Durante a excursão, foram feitas, ainda, diversas paradas para que os participantes pudessem observar a vegetação de cerrado típica da região e os wetlands próximos à cidade de Itirapina.

(Para NABC)