Notícia

Todo Dia (Americana, SP)

Água, usina de boas idéias

Publicado em 23 agosto 2005

Por Sebastião Almeida

Preservação do Meio Ambiente

O Brasil é uma usina de boas idéias de preservação do meio ambiente. Instituições públicas, organizações não-governamentais e empresas desenvolvem projetos que, quando bem aplicados e abraçados pelos governantes e pela sociedade, podem contribuir muito para a preservação dos nossos recursos hídricos e o meio ambiente em geral.

Um bom exemplo é o sistema de reuso de água residencial criado pela ONG paulista Sociedade do Sol. A base do projeto é o reaproveitamento da água utilizada no banho das pessoas que, por intermédio de um sistema fechado, é direcionada para a descarga dos vasos sanitários. O mecanismo, simples, proporciona uma economia de até 30% no consumo de água potável nas residências. É sempre bom lembrar que o vaso sanitário é um dos grandes "vilões" no consumo diário da população. Segundo os pesquisadores da ONG, o projeto, que pode ajudar muito na economia, está praticamente pronto, dependendo apenas de alguns estudos para comprovar que não há risco químico e biológico no reuso da água.

A mesma entidade desenvolveu outra novidade ecológica: o ASBC (Aquecedor Solar de Baixo Custo). A proposta é que qualquer pessoa possa construir seu próprio aquecedor solar, a um custo estimado entre R$ 100 e R$ 250. O criador do aparelho, Augustin Woelz, abriu mão da patente para disseminar a tecnologia de aproveitamento de energia solar no Brasil. O manual para a construção do aparelho está disponível no site da entidade: www.sociedadedosol.org.br. De acordo com o criador, o aparelho reduz em até 10% o consumo mensal de energia elétrica.

A Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) financia um projeto que contribui para redução da evaporação da água. A partir do momento em que estiver concluído, o novo produto, um pó composto por surfactantes (que reduz a tensão superficial de uma solução) pode auxiliar na redução da evaporação da água em até 50%.

Trata-se de uma ótima notícia para os açudes do Nordeste brasileiro, que sofrem com a redução de armazenamento de água por causa da evaporação. Segundo os pesquisadores da Lótus Química Ambiental, que desenvolve o pó, o método se encaixa na definição de tecnologia ambientalmente saudável proposta pela Agenda 21 da ONU (Organização das Nações Unidas). O produto será testado em breve nos espelhos d'água do Congresso Nacional e do STJ (Superior Tribunal de Justiça), em Brasília.

Todos esses projetos são exemplos de trabalhos desenvolvidos pelos nossos cientistas, pesquisadores e empresas dispostas a contribuir com projetos ambientalmente saudáveis e à disposição de toda a população. Ou seja, o Brasil tem boas idéias, sim. O que falta é mais empenho dos governantes para apoiar esses projetos e torná-los viáveis economicamente.

Os exemplos citados não são de pesquisas vagas, mas propostas concretas que podem ser aplicadas na prática, em qualquer município brasileiro. É claro que todos os cuidados devem ser tomados para comprovar a viabilidade econômica, ambiental e sanitária de qualquer projeto. Mas o que não é aceitável é que boas idéias e projetos, não só na área ambiental, sejam condenados ao confinamento de laboratórios por falta de incentivo.

E não é questão apenas de dinheiro destinado ao financiamento de pesquisas. O que precisa ser facilitado e incentivado é a difusão de projetos por toda a sociedade. No caso de um trabalho concluído e pronto para ser colocado em prática, o governo, em todas as esferas, ajudaria muito se apenas eliminasse as barreiras burocráticas que impedem a aplicação em programas municipais, estaduais ou federais. O caso do aparelho de reuso da água, por exemplo, pode ser abraçado por prefeituras em programas habitacionais. O que reduz a evaporação pode ser uma boa saída para melhorar o armazenamento de água em regiões áridas. Isso não envolve dinheiro. Apenas boa vontade.
__
Sebastião Almeida é deputado estadual pelo PT, presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembléia Legislativa e coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Água