Notícia

Oeste Notícias

Agronomia é destaque em Universidade de Prudente

Publicado em 13 julho 2004

Com um corpo docente composto 75% por professores doutores ou mestres e 45% pós-doutores, qualidade e atualização são marcas do curso de Agronomia da Faculdade de Ciências Agrárias da Unoeste. O curso se destaca na área das Ciências Agrárias no Brasil e é uma das opções do vestibular de inverno da Unoeste. Com as mudanças de hábito das sociedades urbana e rural, o desenvolvimento tecnológico e as novas exigências do mercado de trabalho, a atuação do engenheiro agrônomo vai além das porteiras de uma propriedade rural. Cabe a esse profissional fazer desde uma consulta técnica até a orientação sobre investimentos em produção agrícola em larga escala. O engenheiro agronômico pode atuar nos setores público e privado, em diversas áreas do agronegócio, biotecnologia, construções rurais, irrigação, topografia, fitotecnia, ecologia e recursos naturais renováveis, defesa sanitária vegetal, alimentos, nutrição animal e extensão rural. É dentro deste contexto de atuação diversificada, que a Agronomia da Unoeste enfoca as tendências do setor agropecuário nacional e internacional por meio de um ensino qualificado, com disciplinas e corpo docente atualizados. Porém, não é só na área de graduação que o curso de Agronomia tem demonstrado a preocupação em oferecer um ensino de qualidade. Recentemente o curso obteve o reconhecimento de seu Mestrado em Agronomia pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), destacando-o entre os melhores do país. Além do nível de ensino, o curso também conta com uma moderna infra-estrutura - avaliada com conceito A pelo MEC à disposição de professores, alunos e da comunidade, composta por 17 laboratórios de áreas especificas do curso como os de Análises de Solo e Tecidos Vegetais, além dos Centros Agronômico, Zootécnico e de Tecnologia de Alimentos, a Fazenda Experimental no Campus, Estação Meteorológica, Horta Experimental e Viveiro de Mudas. Pesquisa No campo da pesquisa, os trabalhos no curso de Agronomia são realizados em parceria com renomadas empresas e instituições de pesquisas como a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), inclusive com projetos de pesquisa financiados pela Fapesp (Fundação de Amparo às Pesquisas no Estado de São Paulo) e outras universidades. A Agronomia da Unoeste tem pesquisado e contribuído com as culturas de soja, cana-de-açúcar, milho, fruticultura, pecuária, dando subsídios e impulsionando o agronegócio na região. Os projetos de extensão e a função social do profissional de Agronomia são desenvolvidos na Unoeste por meio de projetos como a Horta Comunitária e o Projeto Integrar, que atendem os pequenos produtores rurais, a população urbana.