Notícia

Agrojornal online

Agronegócio terá Laboratório Nacional de Nanotecnologia

Publicado em 17 abril 2006

Agência FAPESP
Unidade passa a operar nesta segunda em São Carlos .Ipulsionar as pesquisas no setor agropecuário e continuar fazendo com que o país permaneça competitivo no setor. A partir dessa idéia mestra, a Embrapa Instrumentação Agropecuária lança nesta segunda, dia 17, o Laboratório Nacional de Nanotecnologia para o Agronegócio (LNNA).
O novo espaço, com investimentos iniciais da ordem de R$ 4 milhões, terá 700 metros quadrados e funcionará em São Carlos, no interior de São Paulo. A previsão dos pesquisadores da unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária é que o centro de nanotecnologia esteja funcionando em um prazo de quatro meses.
Desenvolvimento de sensores e biossensores, caracterização e síntese de novos materiais, confecção de filmes finos e superfícies para a fabricação de embalagens inteligentes e superfícies ativas são algumas das linhas de pesquisa com previsão para serem feitas no LNNA.
Os idealizadores do novo laboratório estimam também o desenvolvimento de outras atividades científicas, como a fabricação de fármacos para uso veterinário e pesquisas que envolvam técnicas de nanomanipulação gênica.
O LNNA também poderá ser usado como facilitador para colaborações científicas com outras instituições ou como agente prestador de serviços para instituições públicas ou privadas.