Notícia

Agência C&T (MCTI)

Agronegócio: Fapesp faz primeira chamada de projetos

Publicado em 02 julho 2008

Piracicaba (SP), 2 de julho de 2008 - A Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a Dedini Indústria de Base divulgam nesta quinta-feira a primeira chamada de propostas para o convênio de apoio à pesquisa sobre processos industriais para a fabricação de etanol de cana-de-açúcar.

Na primeira chamada, os recursos serão destinados exclusivamente as propostas que forem selecionadas pela Fapesp e Dedini. De acordo com José Luiz Olivério, vice-presidente de tecnologia e desenvolvimento da Dedini, a chamada será dividida em duas frentes: uma de melhoria nos processos tradicionais e outra direcionada ao chamado etanol de segunda geração, produzido através da celulose do bagaço da cana.

"Nesta etapa, serão aplicados cerca de R$ 20 milhões. Acreditamos que será suficiente para muitos projetos, já que se trata de uma chamada ampla e abrangente", afirma Olivério.

A previsão é que sejam fomentados projetos em aperfeiçoamento de tecnologias utilizadas na planta de demonstração de hidrólise ácida da empresa, além de iniciativas na produção de energia a partir de subprodutos de cana-de-açúcar e formas de aumentar a eficiência dos processos de destilação e fermentação.

Segundo Olivério, um dos focos é desenvolver métodos de produção de etanol a partir de celulose, tanto no processo de hidrólise ácida quanto enzimática. "Já temos a tecnologia, mas precisamos desenvolvê-la de forma competitiva".

O convênio entre as duas instituições foi assinado durante o Simpósio Internacional e Mostra de Tecnologia da Agroindústria Sucroalcooleira 2007 (Simtec). Válido por cinco anos, o acordo terá aporte financeiro de R$ 100 milhões, dos quais R$ 50 milhões serão desembolsados pela Fapesp e os R$ 50 milhões restantes pela Dedini.