Notícia

Terra

Agências de pesquisa fecham acordo para estudos sobre clima

Publicado em 30 março 2012

Agências de financiamento à pesquisa de países signatários do Belmont Forum assinam memorando de entendimento para ações colaborativas em pesquisa sobre mudanças climáticas globais. O acordo foi fechado durante o evento Planeta sob Pressão, organizado pela Organização das Nações Unidas, que reuniu mais de 3 mil cientistas, em Londres, na Inglaterra.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) faz parte do grupo que visa mudar os rumos da colaboração do trabalho científico sobre mudanças climáticas por meio de chamadas pesquisas conjuntas.

Coordenado pelo International Group of Funding Agencies for Global Change Research (IGFA), o grupo começou a ser criado em 2009 durante uma conferência realizada pela National Science Foundation (NSF), dos Estados Unidos, e pelo Natural Environment Research Council (Nerc), do Reino Unido, na cidade norte-americana de Belmont.

Participaram do primeiro encontro representantes de agências de financiamento à pesquisa de países que compõem o G 8 (grupo dos sete países mais desenvolvidos mais a Rússia), como a Agence Nationale de la Recherche (ANR), da França, e instituições da Alemanha e do Canadá.

No segundo encontro, em Londres, em 2010, o grupo foi ampliado e passou a contar com representantes de agências de outros países, como o Brasil, representado pela Fapesp, além da China, Índia e África do Sul.

Depois de vários encontros, os participantes do fórum concordaram centrar o trabalho em dois temas de pesquisa ¿ água e vulnerabilidade costeira ¿ que poderiam ser objeto de uma primeira chamada pública de propostas. A chamada será lançada oficialmente em 15 de abril.

"Havia pressa de ter um acordo entre as agências de fomento à pesquisa que participam do Belmont Forum para lançar uma primeira chamada antes da RIO+20", diz o coordenador do programa Fapesp de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais (PFPMCG) e representante da " no Belmont Forum, Reynaldo Victoria.

Mais notícias de Sustentabilidade » DiárioNet