Notícia

Agência Espacial Brasileira

AEB recebe novos Diretores em seu quadro

Publicado em 27 setembro 2012

A Agência Espacial Brasileira (AEB) recebeu neste mês de setembro dois novos diretores. O engenheiro mecânico Petrônio Noronha de Souza veio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais para assumir a Diretoria de Política Espacial e Investimentos Estratégicos. O professor da Universidade de Brasília, Carlos Gurgel, agora é o responsável pela Diretoria de Satélites, Aplicações e Desenvolvimento.

Conheça um pouco mais sobre os novos diretores da AEB:

Petrônio Noronha de Souza

Após sua graduação em Engenharia Mecânica pela Unicamp em 1982, foi contratado pelo INPE no qual iniciou suas atividades no então Departamento de Mecânica Espacial e Controle. Iniciou, no próprio INPE, programa de Mestrado em Ciência Espacial/Mecânica Orbital que foi concluído em 1986 com dissertação versando sobre o projeto de equipamentos para sistemas de controle de atitude de satélites.

Engajou-se no programa Missão Espacial Completa Brasileira (MECB), cujo objetivo à época era o projeto do Satélite de Coleta de Dados 1 (SCD-1) e, no período de 1986 a 1990, participou do projeto do Amortecedor de Nutação utilizado nos satélites SCD-1, SCD-2 e SCD-2A. Também iniciou o projeto do Experimento Roda de Reação (ERR), que veio a ser incorporado aos satélites SCD-2 e SCD-2A.

No período de 1990 a 1993 cumpriu programa de Doutorado no Cranfield Institute of Technology (Inglaterra). Ao retornar ao Brasil assumiu em 1995 a coordenação do Grupo de Projetos da atual Divisão de Mecânica Espacial e Controle (DMC). Nesta atividade participou da conclusão dos satélites SCD-2 e SCD-2A, do projeto do satélite científico SACI-1 e do projeto da gôndola que transportou o telescópio imageador MASCO.

No início de 1997 assumiu a chefia da Divisão de Mecânica Espacial e Controle, tendo permanecido nesta posição até março de 1999. Integrou o Conselho Técnico Científico (CTC) do INPE de 1997 a 1999. De 1993 ao final de 1998 auxiliou na coordenação do programa de recursos humanos RHAE/CNPq.

Ocupou de 1998 a 2005 a gerência no INPE do Programa Brasileiro para a Estação Espacial Internacional (EEI), programa desenvolvido junto à NASA e a Agência Espacial Brasileira (AEB).

Participa de atividades acadêmicas de orientação e toma parte em bancas de teses e dissertações de trabalhos relacionados com as áreas de engenharia mecânica e aeroespacial, ministra cursos na área de tecnologia espacial, já apresentou mais de 90 palestras convidadas e publica artigos de divulgação na mídia eletrônica. É docente na área de concentração de Engenharia e Gerenciamento de Sistemas Espaciais da Pós-graduação do INPE em Engenharia e Tecnologia Espaciais.

Em maio de 2004 fundou e presidiu até maio de 2007 a Associação Aeroespacial Brasileira (AAB), entidade técnico-científica que congrega profissionais da área. Tem interesse em tópicos variados de política, gerenciamento e tecnologia aeroespaciais, mais especificamente nas áreas de gerenciamento de projetos, engenharia de sistemas, garantia do produto, análise de risco e planejamento de atividades de pesquisa e desenvolvimento.

Atuou como secretário-executivo do processo de Planejamento Estratégico do INPE no biênio 2006-2007, e foi coordenador substituto da sua Coordenação de Planejamento Estratégico e Avaliação (CPA) do início de 2006 a setembro de 2008.

Entre 2008 e agosto de 2012, ocupou o cargo de Chefe do Laboratório de Integração e Testes (LIT) do INPE.

Carlos Gurgel

É professor adjunto do Departamento de Engenharia Mecânica da UnB. Formado em Engenharia Mecânica (UGF/RJ – 1985), trabalhou por seis anos na indústria, principalmente como gerente de manutenção industrial e de projetos. Concluiu mestrado em propulsão aeroespacial em 1991 (IME/RJ) e doutorado sanduíche em 1997, na Universidade de São Paulo (Escola Politécnica) e com estágio de 30 meses no “Technical Research Centre of Finland (VTT-Energy)”.         

Em 1998, concluiu um programa de pós-doutoramento no Laboratório de Combustão e Propulsão do INPE, como bolsista da FAPESP. Em 2006, concluiu um segundo pós-doutoramento no “College of Forest Resources” (Universidade de Washington) em Seattle, EEUU, como bolsista da CAPES, realizando estudos de modelagem numérica de incêndios florestais. Como administrador, foi Coordenador de Iniciação Científica da Universidade de Brasília no período de março de 2002 a setembro de 2005 e Chefe do Departamento de Engenharia Mecânica da UnB, de 2010 a 2012.

Por três anos, atuou como membro efetivo do Comitê Aeroespacial da UnB, responsável pelo criação do Curso de Engenharia Aeroespacial na instituição. Como pesquisador/orientador, publicou em periódicos internacionais de elevado fator de impacto bem como apresentou inúmeros trabalhos em congressos nacionais e internacionais. Na qualificação de recursos humanos, orientou quase uma centena de alunos, de graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado. As linhas principais de pesquisa são: modelagem numérica de escoamentos reativos; propulsão aeroespacial, com ênfase em motores a propelentes híbridos; câmaras de combustão de turbinas a gás com tecnologia “Low NOx”; motores de combustão interna, sistemas de gaseificação de biomassa e carvão, entre outras.

ASCOM AEB