Notícia

Gestão C&T

Acordo vai beneficiar pesquisas em bioenergia e mudanças climáticas

Publicado em 17 abril 2008

Ontem (16), o MCT, o CNPq e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) assinaram um protocolo de intenções que ampliará a atuação do Programa de Apoio aos Núcleos de Excelência (Pronex) no Estado. O ponto central do acordo prevê ações de promoção ao financiamento de pesquisas nas áreas de bioenergia e mudanças climáticas globais.

A assinatura do acordo foi feita pelo ministro da C&T, Sergio Rezende, pelo diretor de Programas Horizontais e Instrumentais do CNPq, José Roberto Drugowich, pelo presidente da Fapesp, Celso Lafer, e pelo diretor científico da instituição, Carlos Henrique de Brito Cruz, na sede da fundação, em São Paulo (SP).

De acordo com a Agência Fapesp, o protocolo prevê o investimento de R$ 70 milhões, sendo R$ 35 milhões de cada parte (CNPq e Fapesp), para os próximos quatro anos. Deste valor, R$ 40 milhões serão direcionados para o desenvolvimento de estudos no âmbito do Pronex, abrangendo os setores mencionados. Os outros R$ 30 milhões são referentes a uma antiga parceria entre a fundação e o CNPq, firmada em 2003, que também visa a execução do programa no Estado.

A proposta do acordo é estimular a ampliação do conhecimento sobre bioenergia e mudanças climáticas globais, a formação de profissionais mais especializados e melhorias na infra-estrutura dos centros de pesquisa que atuam sobre os temas.

O Pronex tem o objetivo de estimular a pesquisa e o desenvolvimento científico, por meio do apoio a grupos de excelência que produzam trabalhos de alta qualidade nos segmentos em que atuam.

De acordo com a Agência Fapesp, o ministro Sergio Rezende adiantou que, na próxima semana, a fundação e o CNPq assinarão um novo convênio, que irá oficializar o repasse de recursos. Esta verba será utilizada na formação de recursos humanos e fixação de profissionais e já estava prevista no orçamento do CNPq. A Fapesp não especificou qual será o convênio.

Mais informações, no site www.fapesp.br.