Notícia

Canavieiros online

Acordo ETH-Fapesp ajuda a ampliar produtividade da cana em SP

Publicado em 29 setembro 2011

Universidades e centros de pesquisa serão peças-chave para sofisticar processos produtivos da cana Um acordo de cooperação para pesquisa entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a ETH Bioenergia, anunciado na segunda-feira (26-09), vai destinar R$ 20 milhões para o desenvolvimento de pesquisas nas áreas de plantio, colheita e processamento da cana e de seus produtos derivados. A parceria, anunciada em evento na sede da Fapesp, em São Paulo (SP), prevê um intercâmbio entre pesquisadores de empresas públicas e privadas com o objetivo de otimizar a produção canavieira no Estado de São Paulo.

Na avaliação do consultor de Emissões e Tecnologia da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Alfred Szwarc, que participou do evento, "a cooperação científica entre empresas e instituições de pesquisa é primordial para se alcançar um crescimento sustentável do cultivo da cana, aumentando a produtividade e reduzindo custos". Segundo o executivo, o acordo ETH-Fapesp envolve a realização de nove estudos focados em inovação agrícola e industrial, que serão feitos em duas fases.

Na primeira, após uma chamada pública que deverá durar até dezembro, os projetos aprovados por um comitê formado por ETH e Fapesp serão viabilizados com investimentos de R$ 5 milhões em cada empresa. A próxima consulta pública, que envolverá o aporte de mais R$ 10 milhões, está prevista para 2012. Os principais temas que serão estudados por meio do convênio contemplam as áreas de automação agrícola, incluindo sistemas inteligentes e simuladores de processos agrícolas para agricultura de precisão. O manejo de variedades de cana, melhoria na fermentação com ganhos em produtividade, recuperação e uso de subprodutos e resíduos e desenvolvimento de biomassas de ciclo curto para complementar a cana também serão priorizados.Carlos Eduardo Calmanovici, responsável por Inovação e Tecnologia da ETH, empresa associada à UNICA, destaca que a concretização desta parceria demonstra o comprometimento da companhia com o avanço tecnológico verificado na indústria sucroenergética nacional nos últimos anos. "Esperamos aprimorar os processos já existentes de uso dos açúcares da cana. Além disso, também queremos desenvolver outros produtos que agreguem mais valor à cana e seus derivados, para atender futuras demandas das indústrias química, farmacêutica e alimentícia," observou.

A cerimônia também contou com a presença dos presidentes da Fapesp e da ETH, Celso Lafer e José Carlos Grubisich, e do diretor Científico da Fapesp, Carlos Henrique de Brito Cruz.